Home»Política»Vereador pede formação de comissão para investigar

Vereador pede formação de comissão para investigar

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A reportagem publicada pela Gazeta, na edição de sábado (5), sobre a suspeita de especulação imobiliária nos distritos industriais de Mogi Guaçu repercutiu na 1ª sessão da Câmara Municipal, deste semestre. Na reportagem, dois empresários levantaram a suspeita de que as áreas ou barracões existentes nos distritos estão sendo vendidos por valores superfaturados dificultando a negociação destes imóveis com empresários que estejam dispostos a investir nestas áreas.

Na tribuna da Câmara, o vereador Guilherme de Sousa Campos, o Guilherme da Farmácia (PSD), afirmou que vai formar uma comissão parlamentar para apurar detalhadamente a situação dos distritos industriais de Mogi Guaçu. “Temos de pegar áreas de volta que estão lá paradas e sem

serem usadas. Não podemos ficar parados diante dessa situação. Vamos formar uma comissão de vereadores e vamos investigar a fundo”, frisou.

Na próxima segunda-feira (14), Guilherme pretende já protocolar na Câmara o requerimento que pede a formação da comissão. Após protocolado, o documento segue para votação do plenário e os integrantes serão indicados pelo presidente da Casa, Luís Zanco Neto, o Zanco da Farmácia (PTC). Com exceção do vereador Guilherme, que já é integrante da comissão pelo fato de ser o autor do pedido. “Embora seja o presidente da Casa que faz a indicação, é bem provável que os outros dois integrantes da comissão sejam os vereadores Natalino Tony Silva (Rede Sustentabilidade) e Fábio Luduvirge Filetti, o Fabinho (PSDB)”, disse Guilherme.

Durante a sessão, o vereador Fabinho também foi à tribuna falar sobre sua indignação com relação à situação dos distritos industriais. De acordo com ele, os vereadores sabem da falta de emprego que assola a cidade e as áreas que estão inativas nos distritos precisam ser retomadas e doadas novamente para empresários que queiram de fato investir em Mogi Guaçu. “Eu quero fazer parte desta comissão. Sabemos que vários lugares nos distritos sequer têm internet, falta asfalto, falta segurança, estão em estado precário e precisamos saber de fato o que está acontecendo”, pontuou Fabinho.

A superintendente da Proguaçu S/A, Irene Delfino da Silva, disse à Gazeta, na tarde desta sexta-feira (11), que está tranquila e vai aguardar pelo início dos trabalhos da comissão parlamentar, que deverá acontecer ainda este mês. “É um direito deles enquanto vereadores. Não vejo nenhum problema. Respeito a decisão da Câmara e vou aguardar”, afirmou.

 

Distritos Industriais                                                    Endereço

João Batista Caruso                                                Às margens da Rodovia SP-342

Getúlio Vargas I                                                       Às margens da Rodovia SP-340

Getúlio Vargas II                                                     Às margens da Rodovia SP-340

Parque Mogi Guaçu                                                Às margens da Rodovia SP-340

Santa Josefina                                                         Estrada Municipal Oscar Cândido Rodrigues – na região do Jardim Alvorada

Distrito de Martinho Prado Júnior                     Em implantação

Post anterior

UPA: Prefeitura não tem prazo para reabertura

Próximo post

Moradores bloqueiam rua em protesto