Home»Opinião»Tome Nota de terça-feira, dia 20

Tome Nota de terça-feira, dia 20

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Sem parecer
A Justiça Eleitoral já está analisando a prestação de contas final do então candidato a prefeito de Mogi Guaçu, Alexandro de Araújo, o Alex Tailândia (PRB), nas eleições do ano passado. O mesmo também está sendo feito com a prestação de contas final do também então candidato ao comando da Prefeitura guaçuana, André Luiz de Oliveira, o Professor André (PSOL). As duas prestações de contas ainda não foram sequer para análise do TCE (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo).

 

Isolados
PMDB, PROS, SD e Rede Sustentabilidade são alguns dos partidos que mais vêm sendo criticados nas rodas de conversas nas quais a política é sempre pauta. Isso porque, as quatro siglas ainda não têm grupo formado e sequer dá sinais de que estejam preocupadas com isso. Nessas mesmas rodas de conversas, o recado dado aos partidos já é conhecido de longa data: “Os próximos três anos vão passar rápido e cadê o grupo que esse pessoal está formando para disputar as próximas eleições?”, reforçam o questionamento.

 

Definitivo

O ex-prefeito Hélio Miachon Bueno (PMDB) vem reforçando para quem o questiona que não será candidato a deputado nas eleições gerais do ano que vem. Embora tenha pendências judiciais – como o Caso Ibrapp, por exemplo – que podem impedi-lo de conseguir o registro de candidatura junto à Justiça Eleitoral, Hélio Miachon é categórico ao afirmar que mesmo que estivesse apto a se eleger candidato a deputado não enfrentaria as urnas novamente. De fato, o ex-prefeito ratifica que apenas dará seu apoio político para quem for o candidato de Mogi Guaçu.

 

UPA

Enquanto a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Mogi Mirim está praticamente pronta para entrar em funcionamento, a unidade guaçuana segue aguardando uma definição dos gestores da área que não parecerem estar com pressa para que a unidade volte a funcionar no local de origem. Se o prefeito Walter Caveanha (PTB) não apressar sua equipe, o prefeito mogimiriano Carlos Nelson (PSDB) sairá na frente.

Post anterior

Galpões são demolidos no Ypê Amarelo

Próximo post

Editorial: Um desafio dividido em 11