Home»Opinião»Tome Nota de sábado, dia 14

Tome Nota de sábado, dia 14

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Sim ou Não
A Câmara Municipal terá, mais uma vez, de mostrar força política para derrubar o veto dado pelo prefeito Walter Caveanha (PTB) ao projeto de lei que autoriza a entrada e permanência das doulas nas maternidades de Mogi Guaçu. O assunto é delicado e envolve as profissionais que acompanham as gestantes antes, durante e depois do parto. As doulas prometem pressionar os vereadores para que derrubem o veto, durante a votação, e façam vigorar a lei municipal.

Pressão
O veto que trata do futuro profissional das doulas será votado na sessão da Câmara Municipal na próxima segunda-feira (16), às 19 horas. Os vereadores estão divididos diante da questão. Aquele que está decidido a votar contra o veto está mais tranquilo, mas quem está disposto a aceitar o veto dado pelo prefeito terá de preparar para ouvir duras críticas que serão feitas pelas doulas e pelas gestantes que optam pelos serviços prestados por estas profissionais. A pressão promete ser forte!

helio miachon bueno

Sinais

O ex-prefeito Hélio Miachon Bueno (PMDB) está começando a despertar a desconfiança de alguns políticos da cidade. É que quando o assunto é eleição municipal, algumas lideranças já estão mudando de ideia e percebendo que Hélio já dá sinais de que pretende, sim, disputar as eleições de Mogi Guaçu, em 2020. Se ele poderá ou não ser candidato perante a Justiça Eleitoral é outro assunto, mas que o ex-prefeito está sendo apontado como uma possível ‘surpresa’ no quadro de disputa, sim, ele está.

Pivô
O ex-vereador Alexandro de Araújo, o Alex Tailândia (PRB), demorou um pouco para acreditar que as regras para o uso da tribuna livre, na Câmara Municipal de Mogi Guaçu, tinham sido mudadas após ele ter feito uso dela e já adiantado que pretendia voltar à tribuna livre, em dezembro. “Não acredito?! Mas não tem problema, vou continuar incomodando mesmo sem ter nenhum cargo público, porque acompanho de perto tudo o que está acontecendo na nossa cidade. Vou voltar à tribuna livre mesmo assim”, concluiu.

 

 

 

 

 

Post anterior

Morador de rua vai preso após homicídio

Próximo post

Conselheiros Tutelares ameaçam parar atendimentos em Mogi Guaçu