Home»Opinião»Tome Nota da edição de sábado, dia 6

Tome Nota da edição de sábado, dia 6

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Oposição

Não é segredo para ninguém que o grupo da oposição tem se movimentado desde o ano passado com o pensamento nas eleições municipais de 2020. Desde então, diversas reuniões estão sendo realizadas com o objetivo de fortalecer o grupo. Lideranças de partidos, empresários, vereadores e até novatos na política têm engrossado esses encontros. O último foi realizado na quarta-feira (3), quando um café da manhã foi promovido na fazenda do empresário André Bueno (sem partido). Cerca de 40 pessoas participaram e todos reforçaram a importância de se fortalecer o grupo.

 

Nomes

A ideia é de que desse grupo surjam os candidatos a prefeito e a vice-prefeito para a disputa da Prefeitura no ano que vem. Os nomes de André Bueno e Edson Bombo (PSDB) são tidos como os preferidos para que o grupo apresente o novo aos eleitores guaçuanos, mas todos concordam que a definição será feita em conjunto e com o apoio da maioria. E eles têm pressa. Já querem uma definição para os próximos meses, para que possam iniciar as discussões para a formação dos grupos para a disputa da Câmara Municipal. O ‘grupão da oposição’ tem ganhado força e tirado o sono do pessoal da situação.

 

Próximos

A aproximação do prefeito Walter Caveanha (PTB) e do vice-prefeito Daniel Rossi (PR) não tem passado despercebida. Rossi deve ser mesmo o candidato a prefeito do grupo da Administração Municipal no ano que vem e tem aparecido com frequência nas fotos tiradas no gabinete do prefeito, o que até então raramente acontecia. O vice também tem tido destaque na maioria dos eventos realizados na cidade, e tem representado o chefe do Executivo em alguns deles. Caveanha teria até cogitado tirar uns dias de férias para que Daniel Rossi assumisse a Prefeitura esse mês.

 

Será?

Se isso, de fato, acontecesse poderia tornar-se um fato histórico em Mogi Guaçu, pois há bons bons longos anos o vice-prefeito não assume a Prefeitura. Ou seja, entra governo e sai governo e o chefe do Executivo não tira férias para evitar que o vice fique com a caneta. Apesar da cortesia oferecida por Walter Caveanha, Daniel Rossi teria recusado a oferta e dito ao prefeito que eles estarão juntos durante o evento que irá marcar a assinatura do contrato com a empresa que ficará responsável pela construção de dois viadutos na cidade. A conquista é do deputado federal Márcio Alvino (PR), aliado de Rossi na cidade.

 

Previous post

Obras garantem abastecimento por 25 anos

Next post

Copa do Mundo: Eliminação, lágrimas e busca de evolução