Home»Opinião»Tome Nota da edição de sábado, dia 16

Tome Nota da edição de sábado, dia 16

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Na Justiça

O vereador Thomaz Caveanha (PTB) tem de se apresentar no Fórum de Mogi Guaçu obrigatoriamente todo mês e está impedido de deixar o país. A decisão judicial faz parte do processo ao qual o vereador responde e está sendo investigado pela Polícia Federal. Thomaz tornou-se alvo da Operação Prato Feito, em 2018. Ele é acusado de receber propina no valor de R$ 4 mil, em setembro de 2016, e de corrupção passiva. No ano passado, policiais federais estiveram na casa do vereador, na Prefeitura e na residência do prefeito Walter Caveanha (PTB).

 

DNA

O prefeito de Mogi Mirim, Carlos Nelson Bueno, participou de mais um encontro com políticos de Mogi Guaçu. Eles têm se reunido desde o ano passado, para discutir e definir um nome para a disputa da Prefeitura em 2020. Desde então, Carlos Nelson vem sendo assediado pelo grupo. Porém, o prefeito mogimiriano afirmou para o grupo que não pretende disputar a Prefeitura de Mogi Guaçu no próximo ano, mas que se coloca à disposição para dar apoio. Com isso, um nome que tem tido boa aceitação no meio político é do empresário Alexandre Passos Bueno, filho de Carlos Nelson.

 

Mais Um

As especulações sobre os pretensos candidatos a prefeito de Mogi Guaçu nas eleições do ano que vem já trazem à tona vários nomes. Um dos que vem sendo comentado nos bastidores é do comerciante Osmar Lopes Filho, o Neno, que está filiado ao PSL. Ele não confirma a informação, mas seu nome vem ganhando apoiadores, principalmente daqueles que são simpatizantes do partido do presidente Jair Bolsonaro, PSL. Neno tem feito duras críticas a Administração Municipal. 

 

Nada

E por falar em PSL de Mogi Guaçu, a sigla segue sem presidente em seu diretório municipal. Na Justiça Eleitoral ainda não consta nomes compondo o diretório do PSL de Mogi Guaçu. O Cartório Eleitoral apenas alertou para o fato de que a única possibilidade que justificaria tanta demora seria a Executiva Estadual do PSL ainda estar analisando documentos que, porventura, tenham sido entregues por integrantes de Mogi Guaçu. Isso porque, é a Executiva Estadual quem informa a organização dos diretórios municipais dos partidos.

Post anterior

Mogi Mirim dispensa atletas após notificação da Prefeitura

Próximo post

Editorial: Prevenção tardia