Home»Opinião»Tome Nota da edição de sábado, dia 12

Tome Nota da edição de sábado, dia 12

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

PTB

Na quinta-feira (10), após a ação dos policiais federais em Mogi Guaçu, o prefeito Walter Caveanha (PTB) cumpriu agenda em São Paulo. Acompanhado do vereador e filho, Thomaz Caveanha, eles estiveram na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), no gabinete do deputado estadual Campos Machado, que também é presidente estadual do PTB. O assunto tratado não se sabe ao certo, mas acredita-se que os petebistas discutiram os últimos acontecimentos envolvendo os guaçuanos.

 

Cadê a defesa?
Enquanto o prefeito estava em São Paulo, uma mensagem enviada por WhatsApp foi encaminhada aos telefones dos ocupantes de cargos em comissão na Prefeitura de Mogi Guaçu. No teor da mensagem, havia o pedido para que os nomeados defendessem com mais ênfase o prefeito diante da situação que ele enfrentava. O problema é que os ocupantes de cargos de confiança alegavam não saber de fato o que estava acontecendo para que pudessem sair em defesa do chefe do Executivo.

 

Confusão

Justamente por não saber ao certo o que estava acontecendo na cidade, durante o tempo em que a Polícia Federal permaneceu no município, o ex-presidente da Câmara Municipal, Carlos Donizete da Costa, o Carlinhos da Imobiliária (PTC), teve seu nome confundido com o do empresário Carlos Zeli Carvalho, o Carlinhos, que é acusado de corrupção ativa por efetuar os pagamentos às Prefeituras paulistas. E, por isso, o ex-presidente da Câmara foi alvo de vários xingamentos de populares.

 

Até o fim

Diante da situação delicada na qual se encontra o vereador Thomaz chegou-se a ventilar na cidade, durante esta sexta-feira (11), que ele iria renunciar ao mandato na tentativa de amenizar os arranhões causados á sua imagem e evitar qualquer possibilidade de enfrentar processos de cassação de mandato. Porém, políticos próximos a Thomaz garantiram que a informação não procede e que ele irá cumprir seu mandato na Câmara até o final, em dezembro de 2020.

Post anterior

Coelbra bate Paulista e sobe na tabela do Cinquentão

Próximo post

Editorial: De pai para filho