Home»Opinião»Tome Nota da edição de sábado, dia 10

Tome Nota da edição de sábado, dia 10

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Não está só

Se a meta é conseguir a Presidência da Câmara Municipal, o vereador Jéferson Luís (PROS) vai encontrar resistência entre os próprios colegas. A eleição para definir quem irá ocupar o cargo a partir de janeiro de 2019 será feita somente em dezembro deste ano, mas já tem alguns vereadores se movimentando para definir um concorrente para também disputar a Presidência. Com isso, já é fato que haverá pelo menos dois candidatos ao cargo.

 

Bravos

E por falar em vereadores, alguns estão saturados com o mau atendimento que eles próprios recebem quando vão aos setores da Secretaria Municipal de Saúde buscar informações junto aos funcionários. A principal queixa refere-se à falta de respeito. Tanto é que alguns vereadores decidiram levar a situação ao conhecimento do prefeito Walter Caveanha (PTB) pedindo para que ele solicite à secretária municipal de Saúde, Clara Alice Franco de Almeida Carvalho, que oriente os funcionários da Pasta a tratarem os vereadores com menos desdém.

 

Corda bamba

Não foram poucas as conversas, nesta semana, que tinham como principal pauta a relação política estremecida entre o ex-prefeito Hélio Miachon Bueno (PMDB) e o prefeito Walter Caveanha. Os motivos não se sabe ao certo, mas os mais próximos garantem que “são pequenas bobagens”, porém, suficientes para deixar Hélio Miachon desanimado de prosseguir com sua aliança política junto ao atual Governo Municipal. “Pequenos pedidos de melhorias e obras que não são atendidos”, arriscou um aliado do ex-prefeito.

 

Faz de conta

Os técnicos do Conselho Estadual de Educação devem vir a Mogi Guaçu, na próxima semana, para verem de perto todos os procedimentos que estão sendo feitos para iniciar de fato o curso de Medicina na Faculdade Municipal “Professor Franco Montoro”. Portanto, o pedido – com tom de ordem – feito pela direção da faculdade aos alunos é para que falem bem da instituição aos técnicos, embora muitos destes alunos sejam testemunhas de que nem tudo são flores na “Franco Montoro”.

Post anterior

Governo do Estado encerra setores de identificação

Próximo post

Reforma de laboratórios é orçada em R$ 350 mil