Home»Opinião»Tome Nota da edição de sábado- 29 de agosto

Tome Nota da edição de sábado- 29 de agosto

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Encontro

O PPS (Partido Popular Socialista) de Mogi Mirim realiza um encontro, hoje (29), com a presença do deputado estadual Davi Zaia, presidente do diretório estadual. A reunião foi agendada pelo vice-prefeito de Mogi, Gérson Rossi Júnior, presidente do PPS local, será feito em uma pizzaria no Complexo Lavapés, às 10 horas, e também contará com a presença do presidente do PPS de Mogi Guaçu, Mário Zaia. Os pepelistas vão analisar a conjuntura política nacional com foco nas eleições municipais de 2016.

 

Goteiras

Quando a chuva cair e você tiver como única opção para se abrigar a Câmara Municipal de Mogi Guaçu pense bem. Bastou chover um pouco na segunda-feira (24) à noite, no horário da sessão legislativa, para começar a gotejar lá dentro. Que o diga os jornalistas no seu cantinho na entrada das galerias da Casa. Tentar se abrigar no Parlamento Municipal em dia chuvoso não é garantia de não se molhar. A menos que leve junto umguarda-chuva, como fazia o ex-vereador José Antônio Pirituba de Souza, já falecido, então presidente da Câmara no biênio 2003-2004. Mais de 10 anos se passaram e as infiltrações e as goteiras continuam lá.

 

13º salário

Em meio a crise financeira nacional, a Prefeitura de Itapira surpreendeu esta semana. A Administração Municipal antecipou a primeira parcela do 13º salário de todos os servidores públicos municipais, o que refletirá no incremento da economia local. Com a decisão, entrarão na economia de Itapira mais de R$ 2,5 milhões, o que ajudará a aquecer o comércio, serviços e indústria locais e que, ao mesmo tempo, valorizará ainda mais os servidores. “O adiantamento somente foi possível porque a Secretaria da Fazenda se preparou para isso”, disse o prefeito José Natalino Paganini (PSDB).

 

‘Falso médico’

Os vereadores de Mogi Guaçu estão sem moral com o ICV (Instituto Ciência e Vida), contratado pela Prefeitura para realizar a contratação dos médicos para os plantões na cidade. Um médico sem registro no CRM (Conselho Regional de Medicina) chegou a trabalhar num plantão. Gustavo Fonseca dos Santos, sem registro para atuar no país, foi denunciado em Mogi Mirim e reponde a processo criminal. O vereador Luciano Firmino Vieira, o Luciano da Saúde (PP), requereu informações junto ao ICV sobre os médicos que atuavam em Mogi Guaçu, como também o fez a Frente Parlamentar da Saúde, há um mês. Até agora, nenhuma resposta foi dada.

Post anterior

‘Gerente’ e ‘embalador’ são pegos com 443 pedras de crack

Próximo post

2º suspeito de homicídio do autônomo Adson se entrega