Home»Opinião»Tome Nota da edição de sábado-25 de setembro

Tome Nota da edição de sábado-25 de setembro

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

 

R$ 2 milhões

O deputado Campos Machado, presidente do PTB paulista e secretário-geral da Executiva Nacional do partido, acompanhou prefeitos petebistas em audiência especial com o Governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB), nesta quinta-feira (24), no Palácio dos Bandeirantes. Entre os prefeitos, estava Walter Caveanha (PTB), acompanhado do secretário municipal de Planejamento Urbano, Luís Henrique Bueno Cardoso. Mogi Guaçu foi contemplada com uma venda de cerca de R$ 2 milhões destinada às obras de infraestrutura viária.
Mais dois

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aprovou este mês o registro de mais dois partidos políticos, a Rede Sustentabilidade e o Partido Novo. Com a decisão, a Rede e o Novo poderão concorrer nas eleições de 2016. A Rede foi fundado pela ex-senadora Marina Silva, candidata a presidente da República pelo PSB, na última eleição geral. E o Novo foi fundado por um grupo de empresários e profissionais liberais que defendem um Estado enxuto. Agora, o Brasil já tem 34 partidos políticos. O número só não é maior porque o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) rejeitou esta semana o pedido de registro do PNC (Partido Nacional Corinthiano).

 

Troca-troca

A última semana para a filiação partidária deve movimentar o cenário político local, inclusive dentro da Câmara Municipal. O vereador Alexandro Araújo, o Alex Tailândia, deverá confirmar sua saída do PT e poderá surpreender com o ingresso em um dos partidos recém-criados. Outro que deixou a entender que não fica na mesma sigla é Ivens Chiarelli, que pode trocar o PMDB pelo PTB. Até Jéferson Luís, eleito pelo PT e que depois assumiu o PROS, pode mudar de ‘time’ novamente.

 

Apoio

Se o prefeito Walter Caveanha (PTB) terá mesmo o apoio político de Hélio Miachon Bueno (PMDB) só em 2016 para saber. Mas o vereador Alexandro de Araújo, o Alex Tailândia, de saída do PT, pré-candidato a prefeito, já conquistou importante apoio evangélico. “Candidato ou não, irei apoiá-lo, porque é meu amigo”, afirmou à Gazetao pastor Jean Maicon Mateus de Oliveira, da Igreja Cefa. O nome do pastor é cotado até para ser o vice de Tailândia na eleição municipal do ano que vem. Sobre isso, disse que ainda não tem nada definido. “Nem partido político eu tenho ainda”, informou.

Post anterior

Editorial: Qual será a decisão do PSL?

Próximo post

Prefeitura entrega ambulâncias para unidades de apoio do Samu