Home»Opinião»Tome Nota da edição de quinta, dia 18

Tome Nota da edição de quinta, dia 18

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Bloqueados

O chefe de Gabinete do prefeito Walter Caveanha (PTB), Bruno Franco de Almeida, não é muito de aparecer na Câmara, somente quando algum secretário é convocado e os comissionados são ‘convidados’ a comparecer para dar apoio.  Mas quase que toda semana seu nome é lido durante as sessões por conta dos vários pedidos de prorrogação de prazo para o envio de respostas aos requerimentos dos vereadores. Nesta semana, os vereadores Natalino Tony Silva (Rede) e Fábio Aparecido Luduvirge Fileti (PSDB) revelaram que tiveram seus números de celular bloqueados pelo chefe de Gabinete e, por isso, enfrentam mais essa barreira para obter informações junto à Prefeitura.

 

Convite

A secretária municipal de Saúde, Clara Alice Franco de Almeida Carvalho, comunicou à Câmara que estará presente na sessão da próxima segunda-feira (22). Ela atende a um pedido feito pelo presidente do Legislativo, Rodrigo Falsetti (PTB). Por tratar-se de um convite, a secretária não precisará ocupar a tribuna do plenário para responder as perguntas dos vereadores. A previsão é de que Clara converse com os vereadores na sala de reunião da Câmara e para isso a sessão deve ser suspensa por um período. Clara já esteve no Legislativo como convocada e respondeu a todas as perguntas feitas, inclusive a mais esperada: UPA.

 

2020

As eleições municipais do próximo ano têm movimentado os grupos políticos da cidade. Convites têm sido feitos na tentativa de se apresentar um novo nome para o pleito de 2020. Alguns empresários da cidade estão sendo sondados até com base em pesquisas pagas, mas não registradas no Tribunal Superior Eleitoral. Se o novo destaque não surgir, a oposição tem outro plano: unir diversos nomes, inclusive conhecidos candidatos, que podem vir a formar um ‘grupão’ para a disputa da Prefeitura. A ideia é somar forças e evitar que a cidade volte a ter diversos candidatos ao cargo de prefeito.

 

Saiu

Humberto Cinquini Neto não é mais o presidente da Comissão Municipal de Licitações da Prefeitura. Beto Cinquini pediu a exoneração do cargo em março, mas só agora o prefeito Walter Caveanha (PTB) aceitou o pedido. O ex-presidente da CML pediu para sair logo após o episódio do atraso na licitação para a compra da carne para a merenda escolar. Como ninguém assumiu a culpa pelo desabastecimento das escolas, Beto Cinquini optou por deixar o cargo que ocupava há anos. Foi ele quem avisou a Educação com antecedência sobre o vencimento dos contratos. Adriana Bibiano foi a escolhida para assumir a função.

Post anterior

Mais uma vez, construção de creche para

Próximo post

Iniciada coleta de sangue em cães no Guaçuano