Home»Opinião»Tome Nota da edição, 26 de outubro de 2019

Tome Nota da edição, 26 de outubro de 2019

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Cadê?

Os vereadores da base não souberam explicar o motivo pelo qual o Executivo não enviou para a Câmara o projeto que pede autorização para o empréstimo de R$ 10 milhões. O documento seria reapresentado na segunda-feira (21). Porém, o projeto ainda não foi enviado. Do valor, R$ 2 milhões serão destinados para o Hospital Municipal, R$ 2 milhões para o projeto do videomonitoramento, R$ 1,5 milhão para a compra de uma máquina de triturar galhos; R$ 500 mil para a construção de uma quadra na Faculdade Municipal e de quadra no Tiro de Guerra e R$ 4 milhões para recapeamento.

 

2020

A pré-candidatura a prefeito do presidente da Câmara, Rodrigo Falsetti (PTB), ganhou importantes reforços nesta semana. Ele se reuniu com os empresário André Bueno e Edson Bombo e a disputa eleitoral do próximo ano foi o principal assunto. Rodrigo falou sobre seu projeto político e recebeu apoio dos empresários. A linha é de manter a união, a fim de que um candidato forte dispute a Prefeitura em 2020. Nesse caso, Rodrigo Falsetti seria beneficiado com o apoio dos empresários, pois eles confirmaram que não tem, neste momento, intenção de disputar a eleição.

 

Demora

Os vereadores apresentaram suas emendas impositivas para 2020, mas estão na expectativa para a liberação dos recursos destinados para esse ano. Até agora, a Prefeitura não liberou nenhuma emenda e a ansiedade é grande entre os vereadores. Nem mesmo os valores destinados para as entidades da cidade foram liberados até agora e a Prefeitura não se manifesta sobre o assunto. Semanalmente, os vereadores, inclusive os da base, cobram o prefeito Walter Caveanha (PTB), pois ele é obrigado a liberar as emendas impositivas. Para 2020, cada vereador pode destinar R$ 516.192,00 para as emendas.

 

Visita

O deputado estadual Barros Munhoz (PSB) esteve nas Mogis nesta semana. Na segunda-feira (21), ele participou da inauguração da sede do Centro Dia do Idoso, em Mogi Guaçu. O local já funciona desde 2017, mas só agora foi oficialmente inaugurado. O ato contou com a presença de servidores, dos idosos atendidos no espaço, da secretária de Desenvolvimento Social, Célia Parnes, e do deputado. Já em Mogi Mirim, Barros esteve no palanque ao lado do prefeito Carlos Nelson (PSDB), na terça-feira (22), durante o aniversário de 250 anos do município e ficou impressionado com o desfile cívico e militar realizado na região central.

Previous post

Jéferson envia notificação extrajudicial ao HM

Next post

“Ê,Vida Marvada!” é atração da final do Feteg