Home»Cidade»Terreno vira bolsão de lixo para desespero de moradores

Terreno vira bolsão de lixo para desespero de moradores

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Os moradores da Rua Celso Bueno, no Arruamento Primavera, têm recebido visitas indesejáveis. São ratos, baratas, taturanas e até gafanhoto. O relato dos vizinhos de um terreno particular não deixa dúvida: a falta de limpeza da área tem sido um problema sem solução há anos.

O terreno ocupa uma grande área no bairro e nunca foi murado. A última limpeza, segundo os moradores, aconteceu em junho do ano passado. Além disso, o estado de abandono do local trouxe mais um problema: um bolsão de lixo se formou. No local são despejados desde restos de material de construção e poda, móveis, sacos de lixo e até animais mortos. “Eu mantenho minha casa limpa e tenho que ficar fechada lá dentro por conta dos ratos e baratas. Outro dia achei um gafanhoto no meu quarto. Já cansamos de reclamar na Prefeitura”, relatou uma moradora.

Outro morador disse que não são os vizinhos que jogam o lixo no local. Segundo ele, a situação piorou nesse começo de ano pelo fato de a Prefeitura não estar recolhendo os restos de poda. “Outro dia eu mesmo recolhi sacos de lixo daí e coloquei na calçada para o lixeiro pegar. No outro dia pela manhã já tinham jogado mais. É um absurdo! Pessoas que moram em outro local vêm até aqui jogar de tudo, principalmente os restos de poda que não estão sendo recolhidos pela Prefeitura”, reclamou outro morador.

reclamacao terreno mato lixoPara eles, a Prefeitura deveria cobrar o proprietário da área a manter o local limpo. Além disso, se o terreno fosse murado evitaria a formação do bolsão de lixo.

A gerente da SSM (Secretaria de Serviços Municipais), Delma Cristina de Freitas Lima, informou que o proprietário dos quatro terrenos alvos da reclamação dos moradores já tem um histórico de multas. Mas que as correspondências enviadas para São Paulo começaram a voltar indicando mudança de endereço. “Já multamos esse proprietário, mas, agora, as correspondências estão voltando. Enquanto tentamos localizar os responsáveis, nova multa será aplicada pelo lixo na calçada e pela não limpeza dos quatro terrenos”, ressaltou.

De acordo com ela, como a situação da área está crítica, a Prefeitura irá realizar a limpeza do local. “Nosso maior problema continua sendo a falta de mão de obra, mas pedimos um apoio para a Saama que providenciará a limpeza da área. Infelizmente, não conseguimos fazer isso em todas as áreas reclamadas, mas o proprietário também será cobrado por isso”.

A limpeza está programa para acontecer entre hoje (14) e amanhã (15).

 

Post anterior

Primeira e última etapa do Mitsubishi Cup será no Velo Città

Próximo post

CULTURA, 12 de janeiro de 2019