Home»Cidade»SOV estuda a construção de dois piscinões

SOV estuda a construção de dois piscinões

Dispositivos seriam soluções para evitar alagamentos nos bairros redirecionando o volume de água pluvial

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O alagamento dos Jardins Santa Cecília e Canaã, no mês passado, levou a Administração Municipal a adotar algumas medidas emergenciais como a limpeza do canal de águas pluviais e dos bueiros. Mas há outra ideia sendo estudada pela equipe, que é a construção de dois piscinões na região. Os dispositivos serviriam para redirecionar o volume de água evitando alagamentos na região.

Um destes piscinões ficaria na área verde ao lado da Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) “Iná de Oliveira Marconi”, no Jardim Canaã. O outro seria perto do Centro Esportivo “Waldemar Ferrari”, na região do Jardim Santa Terezinha. “Provavelmente estes piscinões resolveriam o problema de alagamento”, pontua o secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli.

As medidas emergências que consistiram na limpeza de bueiro e do canal de águas pluviais que corta os Jardins Santa Cecília e Canaã foram colocadas em prática. Todavia, o volume de entulho e lixo que chega ao local é imenso. Duas caçambas repletas de garrafas plásticas e 10 sofás foram retirados em procedimento de limpeza do canal de águas pluviais. O trabalho foi realizado por determinação do prefeito Walter Caveanha (PTB), que percorreu os dois bairros no dia 27 de novembro acompanhado do secretário de Serviços Municipais, Luiz Martini Neto, e vereadores.

lixo santa terezinhaDe acordo com o Franceli, o trabalho prossegue porque é sabido que ainda há material obstruindo a tubulação. “Tem camada de 40 centímetros de garrafas PET. Passamos hidrojato nos bueiros e a maioria está repleta de terra. A tubulação de 600 mm tem 300 mm obstruídos”, diz ilustrando a quantidade de sujeira descartada de forma errada pelos moradores.

Para realizar a limpeza, a SOV contratou os serviços de uma escavadeira hidráulica e de um caminhão hidrojato. A escavadeira hidráulica já limpou o canal na área verde desde a Rua João Batista Queiroz e avança na outra parte marginal à Avenida José Rodrigues Neto, conhecida como Avenida das Torres.

A limpeza inclui a roçagem da calha da Alameda Sebastião Sixte, que deságua no canal. A SSM (Secretaria de Serviços Municipais) também foi acionada por causa dos “lixões”. Dois desses “lixões” são na Rua João Batista Queiroz e na estrada de acesso ao Jardim Eldorado, ambos praticamente às margens do canal.

canal canaa

Post anterior

Cartinhas de Natal à espera dos padrinhos

Próximo post

Criação de cargos trava concurso público