Home»Cidade»Skaf é nome do MDB ao Governo do Estado

Skaf é nome do MDB ao Governo do Estado

O presidente da Fiesp citou que é natural que a população queira mudanças, pois o PSDB está no governo há 24 anos

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A descontração do presidente da Fiesp, Sesi-SP e Sebrae-SP, Paulo Skaf, marcou a inauguração do posto “Sebrae Aqui” na quinta-feira (1º). Mas, é claro, que os questionamentos sobre sua candidatura ao Governo do Estado de São Paulo dominaram a entrevista concedida aos jornalistas. E Skaf confirmou ter sido escolhido por unanimidade a candidato do MDB (antigo PMDB) em convenção realizada esta semana pelo partido.

Mas, ao mesmo tempo, disse que a formalização acontecerá mais adiante. Quanto ao possível apoio do PSDB à sua candidatura, ele disse que preferiria disputar com algum candidato tucano, haja vista que o partido está há 24 anos no comando do Estado. Isto porque, os bastidores políticos acenam para o apoio do MDB a uma possível candidatura de João Doria à Presidência da República em 2018 como maneira de tentar atrair o PSDB para a chapa de Skaf à sucessão de Geraldo Alckmin. “Em política nunca se está fechado às conversas”, disse o pré-candidato relatando tratar-se de um tipo de disputa na qual não se escolhe adversários.

Paulo Skaf
Paulo Skaf

O presidente da Fiesp citou por mais de uma vez que é natural que a população queira mudanças, pois o PSDB está no governo há muitos anos e, com isto, quando se faz tudo do mesmo jeito as mudanças não ocorrem. Skaf não deixou de comentar sobre o desempenho na campanha passada, quando obteve quase 5 milhões de votos, chegando em segundo lugar na eleição estadual de 2014. 

Skaf relatou que o Estado precisa de um programa de desenvolvimento que contemple todas as regiões, principalmente no que se refere à saúde, à educação e à segurança. “Ninguém se sente seguro em local algum”, disse referindo-se que tal fato independe do número de habitantes. Falou ainda que o ensino médio oferecido pela rede estadual é fraco e os professores não são respeitados, apesar de admitir que haja exceções.

inauguração sebrae paulo skaf

 

Post anterior

Black Horse e Cerâmica Clube disputam liderança do Grupo A

Próximo post

Caveanha pede que Skaf ajude a atrair investimentos