Home»Caderno Multi»Sim! É possível se alimentar bem na correria do dia a dia

Sim! É possível se alimentar bem na correria do dia a dia

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A correria do dia a dia envolve muitas tarefas! A maioria das pessoas tem uma rotina cheia de obrigações com o trabalho e os afazeres de casa, que não são menos importantes e cansativos.

Com tantas coisas para fazer acaba faltando tempo e espaço para se dedicar a uma alimentação saudável, já que no meio de toda essa correria é mais fácil optar por uma alimentação rápida, como lanches e comidas industrializadas, que são saturados em gordura, sódio e açúcar.

Não é a toa que no Brasil, e em muitos outros países, a obesidade, por exemplo, já é um problema de saúde pública. A má alimentação também acarreta patologias, como colesterol elevado, gastrite, diabetes e hipertensão.

Por isso, fica o alerta: o item alimentação em nossas vidas não deve ser ignorado. Afinal, ele é muito importante. Inclusive, para ter uma boa saúde, é necessário inserir um cardápio adequado e equilibrado, com proteínas, vitaminas e fibras. Mas como selecionar nossos alimentos? Como conseguir se alimentar bem na rotina atribulada?

A resposta é simples: programe-se. Mudanças de hábitos podem fazer, sim, com que você tenha uma alimentação correta todos os dias. E, ao contrário do que muita gente pensa, não custa caro nem é tão difícil assim.

multi (3)PROGRAME-SE

Separar um horário para preparar e higienizar os alimentos é fundamental

A docente da área de Nutrição do Senac Mogi Guaçu, Ana Paula Ravagnani Costa, confirma que quem se programa consegue ter uma alimentação saudável todos os dias. “É preciso pegar algumas horas de um dia para higienizar, lavar, cortar, cozinhar e guardar os alimentos para serem consumidos durante toda a semana. É um tempo que você vai “perder” na cozinha, neste preparo, mas que ao longo dos demais dias vai proporcionar facilidades em ter um cardápio correto.

Com isso, você pode chegar em casa e fazer todos estes alimentos de forma rápida: um legumes na manteiga ou uma salada nutritiva são algumas das dicas”, explicou Ana Paula. Outra opção para ganhar tempo e não deixar de se alimentar bem está nos supermercados, porque, hoje em dia, eles já vendem produtos lavados e prontos para o consumo, como as saladas, por exemplo, e até alguns legumes.

A marmita, que está cada vez mais sendo uma tendência na hora das refeições, também é outra ótima sugestão para fugir da má alimentação. “Vale muito a pena se dedicar ao preparo de sua própria comida. Para o almoço é possível cozinhar juntos: o arroz integral com cenouras palitos e fazer um frango grelhado ou peixes. Esse prato tem carboidrato, proteína e fibras, que vão proporcionar muita saúde”, orientou a docente.

Ingerir frutas é outro desafio do dia a dia. Muitas pessoas não consomem nem sequer a metade do que deveriam quando o assunto é frutas. Mas, assim como nas demais refeições, ainda é possível prepará-las e deixá-las com facilidade ao seu alcance. Uma dica legal é sempre comer as frutas em jejum, assim os nutrientes serão mais absorvidos pelo organismo.

Ana Paula
Ana Paula

Ana Paula contou que as frutas podem ser cortadas e congeladas. “A banana, por exemplo, pode ser congelada em cubos e ser usada para fazer vitaminas. Já ao natural é possível guardá-las na geladeira, já lavadas e cortadas para fazer salada de frutas ou consumir essas bananas acrescentando aveia e mel. As frutas são fontes de minerais, vitaminas e fibras”, ressaltou a nutricionista.

Ana Paula afirmou que uma alimentação saudável proporciona muito mais do que a saúde física. Ela também é essencial para a saúde mental. “Fuja da alimentação pronta, industrializada, porque ela é saturada em gorduras, sódio e açúcares e tudo isso faz muito mal, além de alterar o metabolismo e causar estresse”.

multi (1)MAIS ATENTO

Brasileiro está se esforçando para manter alimentação mais saudável

 Para a nutricionista Ana Paula, o essencial é ensinar sobre boa alimentação desde a infância. Inserir as crianças nesse mundo das frutas, legumes e hortaliças é válido para incentivar que elas cresçam com hábitos saudáveis. “A boa educação alimentar deve começar em casa. Mesmo com a correria do dia a dia, os pais precisam apresentar os bons alimentos para seus filhos. Assim, eles vão se interessar pelo assunto. É importante conversar sobre o benefício de cada legumes e verduras e ensiná-los de que um pão com requeijão, por exemplo, pode ganhar uma cenoura ralada ou um milho batido. Coloque as crianças para participar dos preparos e também para experimentar as diferentes texturas”, orientou a nutricionista que, neste sábado (6), vai ministrar o workshop ‘Sanduíches Nutritivos para Lancheira das Crianças’. O evento será feito no Senac de Mogi Guaçu e os interessados podem obter mais informações no site www.sp.senac.br/mogiguacu.

 

Em busca

Um levantamento feito pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) mostra que a maioria dos brasileiros está se esforçando para manter uma alimentação saudável consumindo produtos mais frescos e mais ricos em nutrientes.

multi (4)Oito em cada dez brasileiros afirmam que se esforçam para ter uma alimentação saudável e 71% dos entrevistados também apontam que preferem produtos mais saudáveis. O mesmo percentual (71%) admite estar satisfeito com a própria alimentação. A pesquisa ouviu três mil pessoas com mais de 16 anos, em 12 regiões metropolitanas brasileiras, entre setembro e outubro do ano passado. Apesar da constatação de que os brasileiros têm buscado se alimentar melhor, a pesquisa verificou algumas contradições.

A percepção de “ter comido demais” aumentou nos últimos sete anos, passando de 52%, em 2010, para 56%, em 2017. Na hora de escolher entre um alimento mais saudável e outro com melhor sabor, 61% dos entrevistados admitiram preferir aqueles itens mais saborosos, ou seja, alta de cinco pontos percentuais em relação a 2010. O índice de brasileiros que considera a comida saudável sem gosto algum também é significativo, de 54%, em 2010, e 52%, em 2017.

Post anterior

Rodada da 3ª Divisão define todos classificados para 2ª fase

Próximo post

Humorista Murilo Couto se apresenta no Teatro Tupec