Home»Destaque na Home»Sessões da Câmara são retomadas e ainda não há um líder para o Governo Municipal

Sessões da Câmara são retomadas e ainda não há um líder para o Governo Municipal

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

As sessões da Câmara Municipal foram retomadas, nesta segunda-feira (4), sem a definição da liderança do prefeito Walter Caveanha (PTB). Como esta Gazeta já informou em reportagens anteriores, o prefeito não é obrigado a indicar um vereador para seja seu líder na Câmara Municipal, nem ao menos tem prazo estipulado para isso. Portanto, não há nenhuma irregularidade no fato das sessões legislativas recomeçarem sem que haja um líder do Governo Municipal.

Durante a sessão, o assunto até chegou a ser dito em tom de brincadeira por alguns vereadores que apontaram o nome de Luciano Firmino Vieira, o Luciano da Saúde (PP), como sendo o futuro líder do prefeito. “O vereador Luciano, que será o líder, irá levar nossas reivindicações ao prefeito”, disseram. Porém, embora tenha entendido o tom de ‘brincadeira’ dos colegas de plenário, Luciano logo se adiantou em acenar que não concordava com a suposta proposta. “Não, não. Não serei o líder, não”, respondeu.

Ao que tudo indica, a falta da liderança do Governo Municipal, na Casa de Leis, ainda deverá perdurar por mais algumas sessões. Alguns vereadores apostam que esta ausência será notada até o carnaval. Passado os dias da folia, provavelmente a liderança seja definida pelo prefeito. “Vamos esperar”, disseram os vereadores, durante a sessão desta segunda-feira.

Mesmo não sendo obrigatória a presença de um líder do prefeito entre os vereadores, a função se faz importante para que o Governo Municipal tenha defesa durante as sessões. Isso porque, os vereadores, principalmente da oposição, discursam na tribuna cobrando ações da Administração Municipal, apontando locais que precisam de melhorias na cidade, fazendo denúncias, críticas ao atual governo de Caveanha e, por muitas vezes, o ideal – e também por direito – é que o líder do prefeito faça as contestações das declarações feitas pelos opositores. Caberá ao líder fazer a defesa do Governo Municipal justificando todas as queixas que foram feitas antes.

Por enquanto, os nomes mais propensos para assumirem a função de líder do prefeito, na Casa de Leis, são dos vereadores Luís Zanco Neto, o Zanco da Farmácia (PTC); Elias dos Santos, o Pastor Elias (PSD); e Francisco Magela Inácio, o Chicão do Açougue (PSD). Os três já disseram que ainda não foram procurados pelo prefeito Walter Caveanha para conversarem sobre o assunto e nem há um convite oficial feito a eles para que assumam a função. Diante disso, os três vereadores negam, neste momento, que pretendem aceitar a liderança do Governo Municipal.

 

 

Post anterior

Rodovias paulistas terão mutirão de combate à dengue

Próximo post

Família sofre acidente grave na Avenida dos Trabalhadores