Home»Destaque na Home»Sessão Extraordinária será feita nesta 5ª, às 15 horas, na Câmara

Sessão Extraordinária será feita nesta 5ª, às 15 horas, na Câmara

0
Shares
Pinterest WhatsApp

O recesso parlamentar acabou e os vereadores já retornam aos trabalhos com o compromisso de cumprir a sessão extraordinária que o prefeito Walter Caveanha convocou.

Ela será feita hoje, às 15 horas, mas tudo indica que será rápida.

A sessão extraordinária é para votar o Projeto de Lei de autoria do prefeito que pede autorização aos vereadores para financiar R$ 23 milhões.

O dinheiro é para custear obras de reforma e construção de prédios públicos na cidade, pavimentação asfáltica das Chácaras Alvorada, do bairro Guaçu Parque Real, melhorar a iluminação pública em diversos bairros, recapear várias ruas e até para pintar o Paço Municipal.

Mas o presidente da Câmara, Rodrigo Falsetti, antecipou que o Projeto de Lei será apenas lido e seguirá direto para a análise das Comissões da Casa.

Com o fim do recesso parlamentar somente é possível votar o Projeto de Lei, de autoria do prefeito, em regime de urgência, se tiverem oito assinaturas de vereadores concordando com a votação urgente.

Por enquanto, a base aliada ao prefeito Walter Caveanha tem sete assinaturas.

Sem um líder oficial na Câmara, o prefeito contou com o empenho do vereador Luiz Zanco Neto, o Zanco da Farmácia, para buscar as oito assinaturas.

Mas, até agora, essa meta não foi alcançada e se resumiu a muitas discussões, bate boca e troca de farpas entre oposição e aliados ao Governo.

A oposição não aceita o regime de urgência e já deu sinais de que corre o risco de não aprovar o Projeto de Lei para o financiamento dos R$ 23 milhões.

O presidente da Câmara não tem direito ao voto, com exceção dos casos de empate, porém, ele afirmou que é sua função defender os interesses da população e preservar a independência da câmara municipal.

 

 

 

Previous post

Vereador cobra Prefeitura sobre liberação de aplicativo para descarte

Next post

Falta de água recorrente na Zona Sul faz vereador exigir mais explicações do Samae