Home»Política»Sessão da Câmara recomeça sem votação de projeto de lei

Sessão da Câmara recomeça sem votação de projeto de lei

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Foram dois meses de recesso parlamentar, mas os vereadores deram início às sessões legislativas deste ano com os mesmos discursos e praticamente pontuando as mesmas queixas de 2015. Na noite de segunda-feira (1°), a oposição voltou a falar sobre os problemas enfrentados pelos pacientes que precisam de transportes para irem as outras cidades em busca de tratamento e também insistiu na demora do governo municipal em reconstruir o prédio da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no Jardim Santa Marta, que completará dois anos sem funcionamento no próximo domingo, dia 7.

“Nada foi feito até agora. O prédio está lá, no chão, e a Prefeitura só fez promessas e não cumpriu nenhuma. Nem a venda dos lotes no Ypê Amarelo a Prefeitura conseguiu efetivar para destinar o dinheiro a fim de reerguer a UPA”, frisou o vereador Alexandro de Araújo, o Alex Tailândia (PRB).

Sessão de CâmaraA ideologia de gêneros, que foi tema exaustivamente discutido na Casa de Leis em meados de 2015, também voltou a nortear os discursos dos vereadores Luciano Firmino Vieira, o Luciano da Saúde (PP), e Elias dos Santos, o Pastor Elias (PSC). Ambos disseram que estão atentos nas apostilas enviadas a Mogi Guaçu pelo MEC (Ministério da Educação) que possam trazer conteúdo que trate da ideologia de gêneros nas escolas públicas. “Estamos atentos. Não vamos permitir. Já fomos alertados até por lideranças de Goiás para que não deixemos isso acontecer na nossa cidade. Não vamos permitir que esse assunto confunda o aprendizado de nossas crianças e adolescentes”, disseram Luciano e Elias, na tribuna da Casa.

Na primeira sessão legislativa de 2016, os vereadores não votaram nenhum projeto de lei. A sessão – que durou cerca de uma hora e meia – foi marcada apenas pelos discursos na tribuna.
Vale ressaltar que ainda nesta semana haverá outra sessão da Câmara Municipal, que será realizada nesta quinta-feira, dia 4, a partir das 19 horas. Isso porque, o presidente da Casa, Carlos Donizete da Costa, o Carlinhos da Imobiliária (PV), antecipou para esta semana a sessão legislativa que seria feita na semana que vem.

A mudança é válida porque, no fim do ano passado, o próprio presidente do Legislativo alterou tanto a LOM (Lei Orgânica do Município) quanto o Regimento Interno da Câmara – com a aprovação dos demais vereadores – permitindo, assim, antecipar as sessões da Câmara em dois dias ou adiá-las pelo mesmo prazo (dois dias), caso haja feriado ou ponto facultativo na semana subsequente.
Nesta semana especificamente, haverá carnaval na próxima terça-feira, dia 9, o que justifica a opção da presidência da Casa em antecipar a sessão da semana que vem em dois dias úteis.

Previous post

Enxame de abelhas preocupa moradora

Next post

Esclarecido: Ladrão vai preso e usa nome do irmão