Home»Cidade»Saúde não confirma outra morte decorrente de dengue

Saúde não confirma outra morte decorrente de dengue

0
Shares
Pinterest WhatsApp

A Secretaria Municipal de Saúde de Mogi Guaçu não confirma a ocorrência de mais uma morte decorrente de dengue. Isto porque na declaração de óbito da paciente de 53 anos consta que ela teve morte súbita de origem cardíaca. Não há menção a outra doença no documento.

De acordo com a Secretaria de Comunicação, a VE (Vigilância Epidemiológica) entrou em contato com o GVE (Grupo de Vigilância Epidemiológica) da Diretoria Regional de Saúde de São João da Boa Vista que, por sua vez, ficou de comunicar a Secretaria de Estado da Saúde, aventando a hipótese de vir a registrar o caso como morte causada por dengue.

Com isto, a Comunicação esclarece que, havendo entendimento contrário à conclusão de âmbito municipal, a VE acolherá o diagnóstico da Secretaria de Estado da Saúde. Todos os dados clínicos da paciente foram avaliados pelo Comitê Municipal de Investigação de Óbitos por Dengue, que concluiu que a dengue foi um complicador do quadro clínico.

A paciente foi atendida na madrugada do dia 22 de maio na UPA (Unidade de Pronto Atendimento), no Jardim Novo II, e liberada, mas faleceu na mesma data em sua residência.

reclamacao atendimento ppa

Desde o ocorrido por causa das suspeitas de dengue, a VE passou a investigar os resultados dos exames e prontuários de internação. Constatou-se que a paciente era doente crônica, apresentando quadro clínico de DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), tabagismo, hipertensão, miocardiopatia dilatada e dengue.

O Município tem 1.809 mil casos de dengue. Mês passado, ocorreu a morte de um homem em decorrência da doença. Neste caso, a declaração de óbito do paciente de 63 anos atestou que ele morreu vítima de dengue hemorrágica.

 

 

Previous post

Bebê de dois meses é socorrido sem vida ao PPA

Next post

Emef promove plantio de árvores frutíferas