Home»Cidade»Saúde investirá na compra de teste rápido para dengue

Saúde investirá na compra de teste rápido para dengue

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O Hospital Municipal “Dr. Tabajara Ramos” abriu licitação, na modalidade pregão, para compra de material de consumo laboratorial e teste rápido de dengue. A abertura dos envelopes com as propostas está marcada para o próximo dia 25. O critério é o menor preço unitário dos itens.

De acordo com o listado pelo edital, a meta é adquirir 10 mil testes rápidos para dengue, in vitro, indicado para detecção dos anticorpos IgG/lgM, podendo identificar tanto por amostras de soro, plasma ou sangue total com alto grau de especificidade e sensibilidade. Com capacidade ainda de detectar todos os quatro sorotipos da dengue, diluentes de ensaio, pipetas capilares de 10ul, conta-gotas para o teste, leitor visual e manual de instruções.

A listagem traz ainda a compra de 30 mil peças de sistema para coleta de sangue a vácuo 4 ou 5mL, com EDTA – tampa cor roxa; 6 mil tubos de sistema para coleta de sangue a vácuo 1.8 ou 2.0 mL – EDTA – tampa roxa, confeccionado em plástico e 15 mil peças de sistema para coleta (tubo bioquimica/seco) a vácuo 4 ml, com gel separador, confeccionado em plástico.

A justificativa da compra é a de possibilitar a realização de testes/exames e auxilio em diagnósticos dos usuários SUS (Sistema Único de Saúde) atendidos no município. Ainda segundo edital, o objetivo é reduzir o número de casos e a ocorrência de epidemias, sendo de fundamental importância que as atividades de controle ocorram em momento oportuno. “Nesse caso, oportunidade é entendida como detecção precoce da circulação viral e adoção de medidas de bloqueio adequadas para interromper a transmissão”, traz trecho do texto.

Outra preocupação destacada no edital é com a chegada das chuvas. Isto porque, o índice de infestação do mosquito Aedes aegypt, principal vetor de doenças como, dengue, chicungunya e zica vírus, tende a aumentar consideravelmente e a aquisição do kit de teste rápido será indispensável para minimizar o risco de uma epidemia. Isto porque, possibilitará realizar o bloqueio do local dentro dos limites de ação do mosquito transmissor interrompendo a proliferação.

Post anterior

Indispensável: Protetor solar, aliado em toda estação

Próximo post

Estiva Gerbi realiza I Corrida de Rua, neste domingo