Home»Cidade»Saama realiza programa que dá vales-árvore

Saama realiza programa que dá vales-árvore

Trabalho começou pelo setor I, que abrange região do Rosa Cruz, e conta com escolas, igrejas e comércios como parceiros

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

São vários os argumentos para plantar uma árvore na calçada: melhoria da qualidade do ar, redução de ruídos, além do paisagismo e abrir espaço para o abrigo de pássaros e insetos. Mas, muitos moradores rejeitam a ideia elencando alguns motivos: a violência (esconderijo de bandidos ou drogas), falta de tempo para cuidar e até mesmo sujeira. Reverter este cenário é a meta do Programa de Arborização de Calçadas desenvolvido pela Saama (Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente).

O trabalho será levado para todo o município e começou pelo setor I, que abrange a região do Jardim Rosa Cruz. Visando o sucesso da empreitada são estabelecidas parcerias com as escolas, igrejas e comércio destes bairros. Ou seja, são orientados sobre a existência do programa e atuam como distribuidores dos vales-árvore. No caso das escolas, o idealizador e coordenador do programa, o engenheiro Alexandro Ricci, explica que são realizadas palestras tendo o reforço de universitários do curso de Engenharia Ambiental da Faculdade Municipal “Professor Franco Montoro”.

Ricci explica que o objetivo é promover a conscientização ambiental e a cooperação da população por meio de palestras, incentivos e orientações relativas à arborização urbana. “No caso do setor I, o levantamento aponta que 58% das casas têm árvores na calçada”, diz relatando que este dado será coletado em todos os setores. A próxima a receber o programa é a região do Jardim Itamaraty, que compõe o setor II, a partir da próxima semana.

alexandro plantio calcada saamaPara sistematização do programa, o município foi dividido em oito setores em função de suas localizações geográficas. O ponto de partida do programa foi a Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) “Maria Diva Franco de Oliveira”, no Jardim Rosa Cruz. Uma palestra foi realizada com estudantes do 6º ano, professores e diretoria. Este grupo ficou incumbido de repassar as instruções aos demais alunos.

Nas escolas, a proposta consiste em promover uma gincana entre as salas. A equipe que conseguir o maior número de plantios de árvores em calçada vencerá a competição e receberá um prêmio. As mudas são fornecidas pela Saama através de vales-árvore, que os estudantes podem distribuir, por exemplo, para seus vizinhos, a fim de conseguir o maior número de plantios.

 

DICAS

Além das palestras, o Programa de Arborização de Calçadas terá como material de apoio cartazes para divulgação e um folder com instruções sobre a forma correta do plantio e os benefícios de se cultivar uma árvore no calçamento.

As mudas de árvores ideais para o plantio em calçada são o flamboyanzinho, oiti, chapéu-de-napoleão e resedá. Ricci atenta que comparado a outros municípios da região, Mogi Guaçu tem uma boa arborização urbana, pois sempre desenvolveu trabalhos voltados a este propósito.

plantio calcada saama

Post anterior

Cidades Portuguesas é nova mostra do Sesi

Próximo post

Trovadoras do Guaçu são premiadas em Taubaté