Home»Caderno Multi»Rock’in Rio 2017: o difícil será segurar a emoção!

Rock’in Rio 2017: o difícil será segurar a emoção!

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O Rock’In Rio já está agitando quem curte essa festa da música, que não se resume mais ao rock. O axé de Ivete Sangalo e o samba de Roberta Sá, por exemplo, também têm público garantido em suas apresentações no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro.  

O Rock’In Rio começou nesta sexta-feira (15) com endereço na Barra da Tijuca. Com espaço maior, a Cidade do Rock atrai milhares e milhares de pessoas do mundo inteiro. Dentre elas, estão alguns guaçuanos que estão ansiosos para viverem a emoção de estarem perto de seus ídolos. A professora Ângela Basílio, por exemplo, está um pouco chateada porque não assistirá ao show da Lady Gaga, que cancelou sua vinda ao Brasil, na quinta-feira (14), por causa de uma crise de fibromialgia. Mas a professora junto com a família não perdeu a empolgação para curtir o show de Maroon 5, que é pouco conhecido pela família Basílio.

Quem também está pra lá de ansiosa é a assistente social Érika Diniz de Oliveira. Fã do cantor Bon Jovi, ela não vê a hora de assistir ao vivo ao show do ídolo e ouvi-lo cantar as músicas que marcaram a adolescência de Érika e ainda são as mais ouvidas em sua casa e também no carro.

O Rock’In Rio deste ano termina no próximo dia 24 com alguns dos shows mais esperados dessa edição: Red Hot Chili Pepers e a banda Sepultura.

DESDE A ADOLESCÊNCIA
Érika e Bon Jovi: paixão de 30 anos

 Uma voz doce e baixa canta a música “It’s My Life” de Bon Jovi ao telefone para a reportagem da Gazeta. Era a pequena Alice, 5 anos, que já demonstra gostar muito do cantor. “Eu queria muito ir ao show também”, pediu Alice à reportagem. Tanta preferência assim pelo Bon Jovi tem uma razão: a mãe Érika, que é super fã do cantor, irá ao show de Bon Jovi, na próxima sexta-feira (22), no Rio de Janeiro. “É um sonho que estou realizando. Fico muito emocionada só de saber que vou estar tão perto dele e poder ouvi-lo cantar ao vivo. Eu vou viver um momento que até então estava muito distante de mim”, comenta a assistente social Érika Diniz de Oliveira.

Érika
Érika

Casada e mãe de Alice e Laís, ela foi surpreendida pelo marido, Claudinei, que comprou os ingressos para o show de Bon Jovi sem a esposa saber. A intenção foi presenteá-la, já que o casal está junto há 19 anos. E Claudinei acertou em cheio. Mais do que uma surpresa, ele realizou o sonho da esposa Érika, que era ir ao show do cantor. “Ele comprou pela internet e quando os ingressos chegaram e ele me entregou eu comecei a chorar de tanta emoção. Eu estou esperando há 30 anos por esse momento”.

Érika é fã de Bon Jovi desde os 11 anos, quando ouviu “You Give Love a Bad Name”. De lá para cá, ela se rendeu a voz do cantor e não parou mais de ouvi-lo. Tem todos os CD’s do ídolo e lamenta não ter conseguido entrar em nenhum fã clube do Bom Jovi, quando era adolescente. “Eu até tentei acompanhar fã clube, naquela época, mas não consegui, porque as meninas viviam somente para o fã clube, iam aos shows… eu ainda não trabalhava, não tinha dinheiro para isso”, recorda.

Mas ela era presença constante nas bancas de jornais onde comprava revistas que traziam o cantor na capa ou algum outro assunto envolvendo o Bon Jovi. Os quadros com a foto do cantor também estavam pendurados na parede de seu quarto. “Eu tinha esse comportamento de fã mesmo. Tinha camisetas com nome ou foto dele, capa de caderno, pôster. Lembro que eu e minhas amigas ligávamos nas rádios para pedir para tocarem as músicas dele. Era uma loucura”, diz Érika.

Érika e Nei - Bon Jovi

Agora, ela está a seis dias de realizar seu sonho e, claro, quer ir uniformizada para ouvir, cantar e vibrar com Bon Jovi no maior estilo de fã. “Já encomendei camisetas dele para vestir no dia e vou comprar bandanas, fita de cabelo, o que tiver dele lá, na hora do show, eu quero para mim”, comentou, entre risos.

Com as malas quase prontas, ela terá a companhia do marido, Claudinei, enquanto as filhas ficam por aqui para que a mãe viva seu momento de tiete. Embora as filhas não possam ir ao show, Érika tem certeza de que as duas já estão apaixonadas pelo talento de Bon Jovi e sente-se satisfeita por ter influenciado no gosto musical de Alice e Laís, que estão juntas vivendo o sonho da mãe.

MUITA ENERGIA

Ângela vai aproveitar este primeiro fim de semana de shows

Eles já estão no Rio de Janeiro e vivem o clima do Rock’In Rio. A professora Ângela Basílio, o marido Adriano, juntos com o filho Adrianinho e sua namorada Natália saíram de Mogi Guaçu na noite de quinta-feira (14) com destino ao Parque Olímpico, no Rido de Janeiro, onde acontece o festival de músicas. Nesta sexta-feira (15), a família estava ansiosa para curtir aos shows de Lady Gaga, Pet Shop Boys e Ivete Sangalo. “Foram mais de seis horas de viagem, porque viemos de ônibus. Mas o cansaço compensa a alegria e a emoção de estarmos todos juntos nesta edição do Rock’In Rio. Será um fim de semana muito especial”, disse Ângela.

Ângela - AdrianinhoÉ a primeira vez que eles vão ao Rock’In Rio. Ângela e a família se preparam o evento desde o começo de 2017, quando já compraram os ingressos para os primeiros shows do festival. “Por se tratar de um evento de grande porte há muitas exigências do que pode ou não levar. São muitas regras e condições. Por isso, foi importante nos prepararmos com bastante antecedência”, pontuou a professora.

A escolha dos shows foi proposital. Afinal, a família tem gosto eclético e todos precisam gostar do artista que estará no palco. No entanto, Ângela não contava com o cancelamento do show de Lady Gaga, comunicado às vésperas da abertura do Rock’In Rio por causa de uma fibromialgia que acometeu a cantora, que precisou até ser hospitalizada. “Escolhemos este fim de semana propositalmente, porque meu filho e a namorada gostam muito da Lady Gaga e eu e meu marido somos fãs do Pet Shop Boys e ainda tem a Ivete Sangalo que agrada a todos nós. Mas ficamos sem a Lady Gaga e vamos conhecer o som do Maroon 5. De qualquer forma, estamos muito felizes de poder participar pela primeira vez do Rock’In Rio”, frisou Ângela.

Eles já estiveram num show da Beyonce que, embora não fizesse parte do Rock’In Rio, também foi um evento que atraiu milhares de pessoas de todo o Brasil. Por isso, Ângela, o marido e o filho com a namorada já estão cientes de que é quase impossível deixar o local onde se está para, por exemplo, irem ao banheiro ou comer algo. A ordem é não perder um só minuto dos shows e se divertir pra valer! “A energia do lugar é muito boa. É muito gostosa. E você ainda poder ver um artista que você admira ao vivo, cantando os principais sucessos, é uma emoção única. Não dá para descrever”, concluiu a professora.

Post anterior

PMDB oficializa nova Executiva Municipal

Próximo post

Transporte público terá licitação ainda este ano