Home»Destaque na Home»Ricardo Rocha terá desafio internacional em março

Ricardo Rocha terá desafio internacional em março

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Uma das referências regionais do MMA (Mixed Martial Arts), o lutador mogimiriano Ricardo Rocha, atleta da Toshin Team, terá um desafio internacional em sua carreira no próximo mês de março. O peso-leve irá enfrentar o russo Magomed Aliev no dia 30, na cidade de Abidjan, em Costa do Marfim, pelo Atemi FC. Invicto em sua carreira de lutador, Ricardo Rocha acumula boa expectativa em relação à sua participação internacional.

“A expectativa é a melhor possível. Batalhei muito para chegar nesse objetivo e graças a Deus vou poder realizar esse meu sonho. Não posso deixar de agradecer a Agnes Lima pela confiança e pela oportunidade de poder mostrar meu trabalho. Agradeço a minha família pelo suporte, minha esposa companheira de sempre e todos os amigos que acompanham minha batalha diária”, destacou o lutador.

Especialista em luta de solo, Ricardo Rocha tem o apelido de “The Rock”. O lutador vem de resultado positivo no MMA, uma vez que venceu o oponente Renato “Dentinho” com uma guilhotina no Premium FC disputado no mês de fevereiro de 2017.

O adversário de Rocha, o russo Aliev, possuí um cartel idêntico ao do mogimiriano: cinco triunfos na carreira. “Estamos analisando alguns vídeos dele ainda. Sabemos que é um cara duro e que merece todo nosso respeito. Estou me preparando da melhor maneira possível para esta luta”, enfatizou Rocha, que executa parte de seus treinamentos, em Mogi Mirim.

mma ricardo rochaO maior ídolo do lutador mogimiriano é Wanderlei Silva, também conhecido como “Cachorro Louco”. O ídolo inspira Rocha no cage, o que lhe rende uma postura agressiva no octógono. O apelido “The Rock” foi dado pelo treinador de Muay Thai, que afirmava que o lutador é “duro como uma rocha”.

Extremamente empenhado em conquistar uma bela vitória fora do Brasil, o lutador mogimiriano garante que não faltará empenho para a conquista. “O que posso garantir a todos é que não faltará empenho e garra nessa preparação. Chegarei no dia da luta preparado para guerra, não estou indo para passear e, sim, para trazer a vitória para Brasil. Lutei muito para chegar até aqui e não deixarei ninguém estragar meu sonho. Um round por dia, todo dia”, encerrou Rocha à Gazeta.

Post anterior

Apreensões de drogas é resultado de trabalho comunitário

Próximo post

ClassiMais, 10 de fevereiro de 2018