Home»Cidade»Reforma de Emef deve terminar em setembro

Reforma de Emef deve terminar em setembro

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Tão logo seja concluída a reforma da Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) “Antônio Giovani Lanzi”, na Vila Paraíso, os alunos transferidos para as Fimi (Faculdades Integradas Maria Imaculada), Centro, retornam ao imóvel. O término da reforma é esperado para o mês de setembro e, portanto, mesmo que falte pouco tempo para o encerramento do ano letivo, o retorno à Emef é certo.

O supervisor de ensino, Paulo Paliari, atenta que, apesar de bem acomodados, alunos e professores estão em situação provisória. Por isso, a volta ao prédio será feita assim que toda a obra estiver concluída. “Assim que tivermos este sinal, faremos o retorno”, disse. Esta semana, a assessoria de imprensa da Prefeitura divulgou que o cronograma de obras está avançado e a conclusão é aguardada para meados de setembro.

A reconstrução do muro aos fundos, na divisa com residências, foi concluída na quarta-feira (14). Esta etapa da obra foi realizada pela Proguaçu, que antes já havia reconstruído uma parte do muro lateral da entrada para a secretaria da escola. Por sua vez, o Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) também já consertou a tubulação que passa rente ao muro dos fundos. “Na mesma faixa de terreno foram reconstruídas as caixas de passagem de águas pluviais que escoam das propriedades vizinhas, que se localizam em ponto mais elevado”, traz a nota.

reforma escola vila paraisoCoube à Construtora Castro Alves as reformas internas para eliminação de trincas nas paredes e lajes de algumas salas de aula e fissuras no piso, além do reforço na fundação do prédio e eliminação das rachaduras com amarrações. Foram substituídos alguns revestimentos do piso no corredor da secretaria e sala de professores, e novo piso cerâmico está sendo assentado em todo o corredor do bloco das salas de aula. A última etapa será a de pintura das paredes.

Ao custo de pouco mais de R$ 120 mil, as obras foram iniciadas no final de junho, com prazo de 90 dias para conclusão. O prédio foi interditado no final de março por causa das trincas e rachaduras. E, por medida de segurança, as aulas foram suspensas na mesma data e, posteriormente, os alunos transferidos.

reforma escola vila paraiso

Previous post

Palco: veja os próximos eventos no Centro Cultural

Next post

Projeto Guri está com vagas abertas para cursos