Home»Cidade»Recado deixado em muro tenta evitar despejo irregular

Recado deixado em muro tenta evitar despejo irregular

Aviso em muro tenta impedir que área continue recebendo lixo, entulho e restos de poda

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

No início desta semana, a Secretaria de Serviços Municipais precisou fazer a limpeza de quatro terrenos no Arruamento Primavera. O serviço foi feito após reclamação dos moradores feitas à Gazeta. O responsável pela área foi multado diversas vezes, mas as notificações estão voltando. Enquanto tenta localizar o novo endereço do proprietário dos terrenos, a SSM decidiu fazer a limpeza da área para minimizar o problema do mato alto enfrentado pelos vizinhos. “Pedimos o apoio da Saama e o trator fez o serviço, mas ainda falta limpar os cantos e recolher a grama e devemos finalizar até a próxima semana”, informou a gerente da SSM, Delma Cristina de Freitas Lima.

Mas esse não é o único problema enfrentado pelos moradores da Rua Celso Bueno. Os terrenos não foram murados e calçada não existe. O resultado tem sido muito lixo, entulho, restos de poda e até móveis jogados no local.

Por conta da situação da área, os moradores têm recebido visitas indesejáveis. São ratos, baratas, taturanas e até gafanhoto. O relato dos vizinhos não deixa dúvida: a falta de limpeza da área tem sido um problema sem solução há anos. “Eu mantenho minha casa limpa e tenho que ficar fechada lá dentro por conta dos ratos e baratas. Outro dia achei um gafanhoto no meu quarto. Já cansamos de reclamar na Prefeitura”, relatou uma moradora.

terreno capelaOutro morador disse que não são os vizinhos que jogam o lixo no local. Segundo ele, a situação piorou nesse começo de ano pelo fato de a Prefeitura não estar recolhendo os restos de poda. “Outro dia eu mesmo recolhi sacos de lixo daí e coloquei na calçada para o lixeiro pegar. No outro dia pela manhã já tinham jogado mais. É um absurdo! Pessoas que moram em outro local vêm até aqui jogar de tudo, principalmente os restos de poda que não estão sendo recolhidos pela Prefeitura”, reclamou outro morador.

Para eles, a Prefeitura deveria cobrar o proprietário da área a manter o local limpo. Além disso, se o terreno fosse murado evitaria a formação do bolsão de lixo. “A Prefeitura fez a limpeza segunda, mas todo o entulho e lixo ficaram aí. De ontem (terça) para hoje (quarta) já aumentou”, relatou uma moradora.

Na tentativa de evitar que o local se transforme num lixão a céu aberto, um recado foi deixado num muro vizinho da área com os dizeres: “Por favor, ajude a manter este local limpo”. A gerente da SSM informou que a limpeza dos terrenos será finalizada na próxima semana, mas que a retirada do material no bolsão de lixo não tem prazo. “É outro setor e vou entrar em contato para ver se consigo deixar aquela área limpa, mas é preciso que os moradores vejam quem está jogando o material lá para podermos identificar”, ressaltou Delma.

 

Histórico

A gerente da SSM informou que o proprietário dos quatro terrenos alvos da reclamação dos moradores já tem um histórico de multas. Mas que as correspondências enviadas para São Paulo começaram a voltar indicando mudança de endereço. “Já multamos esse proprietário, mas, agora, as correspondências estão voltando. Enquanto tentamos localizar os responsáveis, nova multa será aplicada pelo lixo na calçada e pela não limpeza dos quatro terrenos”, ressaltou.

terreno capela

Post anterior

Treinamento de verão será realizado em Estiva Gerbi

Próximo post

Cidade registra dois casos autóctones de dengue