Home»Cidade»Quiosques dos Ingás começam a ser ocupados

Quiosques dos Ingás começam a ser ocupados

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+

As vendas ainda fracas são atribuídas às questões econômicas, mas Jailson Pereira Rodrigues está otimista de que a situação melhore. Ele é o primeiro camelô a mudar-se para um dos nove quiosques (tipo box) construídos na área externa do Terminal Rodoviário do Parque dos Ingás.

“Quando os outros forem mudando, acho que melhora porque chama mais atenção”, comenta o camelô. No ramo há mais de 20 anos, Jailson recorda que começou na viela ao lado da agência no Itáu, na Praça Rui Barbosa, o Recanto. Á época, vendia ervas medicinais. Decidiu mudar de ramo, optando pela venda de capas de celular, camisetas, bolsas, guarda-chuvas e sombrinhas.

terminal ingas boxe loja

O camelô conta que foi o primeiro a assinar contrato de locação e que só estava esperando um aval para a mudança. Pagará R$ 500 mensais de aluguel. Acredita que no quiosque estará bem estabelecido, pois quando chover não terá de guardar toda a mercadoria para evitar que molhe. Jaílson abriu o quiosque nesta segunda-feira (5).

terminal ingas boxe loja

Dos nove quiosques construídos pela Feag (Federação das Entidades Assistenciais Guaçuanas) três foram locados. As construções são destinadas aos camelôs que ocupam a área atrás do prédio do antigo Museu Histórico Municipal “Hermínio Bueno”.

Post anterior

Curtas: tráfico, desacato e desobediência

Próximo post

Força Tática encontra trio que roubou mercado