Home»Destaque na Home»PSDB pode perder Barros Munhoz

PSDB pode perder Barros Munhoz

Desfiliação do deputado já está sendo cogitada desde a semana passada; racha no PSDB estadual é principal razão

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Aos poucos, o que era especulação vai tomando forma e fica mais iminente a saída do deputado estadual Barros Munhoz do PSDB. Por meio de sua assessoria de imprensa, ele limitou-se a declarar que não há nenhuma mudança partidária definida. “Estou em tratativas, mas ainda não está nada consolidado”.

A postura cautelosa de Barros Munhoz perante o assunto é compreensível. Filiado ao PSDB há 13 anos, a probabilidade de sua saída da sigla pegou de surpresa muitas lideranças políticas. Desde o último fim de semana, este era o principal assunto nos bastidores da política, principalmente na região da Baixa Mogiana, onde Barros Munhoz tem seu reduto eleitoral. 

O racha interno no PSDB estadual é a motivação que está fazendo com que ele cogite deixar a sigla. Isso porque, o partido havia assumido compromisso com o Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Alckmin receberia todo apoio político dos tucanos para se eleger governador e depois teria esse mesmo apoio para ser o candidato do PSDB à Presidência da República, nas eleições deste ano.

Em contrapartida, Alckmin daria seu apoio político ao seu atual vice, Márcio França (PSB), para que Márcio fosse o candidato do grupo (PSDB/PSB) ao Governo do Estado de São Paulo, nas eleições de outubro. Porém, o PSDB estadual foi surpreendido com a decisão do prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), de também ser candidato ao cargo de governador. Com isso, o grupo tucano rachou. No entanto, Barros Munhoz quer manter seu compromisso dando seu total apoio político à pré-candidatura do vice-governador Márcio França. Nos bastidores, Barros Munhoz teria dito que quer cumprir o acordo que assumiu com Márcio anos atrás e lamentou que João Dória tivesse ‘furado’ o acordo firmado entre os tucanos.

barros munhoz e otilia papaDiante de toda essa celeuma e mudanças de postura dentro do PSDB estadual, Barros Munhoz já aventou aos políticos mais próximos que existe 80% de chances de ele deixar realmente o PSDB. Se isso se concretizar, ele terá como nova casa o PSB, que tem o próprio Márcio França como presidente da Executiva Estadual. A decisão de Barros Munhoz – seja para ficar no PSDB ou para deixá-lo de fato – deverá ser anunciada oficialmente no início da próxima semana, já que ele preferiu aguardar o feriado da Páscoa para se posicionar sobre o assunto.

 

Em Mogi Guaçu

Saber se Barros Munhoz deixaria ou não o PSDB era a pergunta que mais se buscava por uma resposta entre os políticos locais. Alguns cogitaram que o deputado estadual estaria de malas prontas para filiar-se ao PTB, do prefeito Walter Caveanha. Mas tal hipótese logo foi descartada. Justamente porque o PSB estadual está pronto para receber a filiação de Barros Munhoz, caso ele decida sair realmente do PSDB.

A presidente do PSDB de Mogi Guaçu, Maria Otília Papa, disse que está ciente dos fatos envolvendo Barros Munhoz, porém ainda não irá se pronunciar sobre o assunto. “Vou aguardar a decisão dele. Somente depois vou falar qual será os rumos do PSDB guaçuano. Vamos esperar”, limitou-se Otília.

A mesma cautela foi usada pela presidente do PSB de Mogi Guaçu, Irene Delfino da Silva, que também é presidente da Proguaçu S/A, mas está afastada das funções. “Já ouvi falar alguma coisa sobre este assunto, mas como não há nada oficial ainda vou esperar para me manifestar depois”, ponderou Irene.

Post anterior

CML suspende licitação para construção de 244 jazigos

Próximo post

Sexta-Feira Santa pede peixes no cardápio