Home»Cidade»Promoção Social aborda trabalho infantil

Promoção Social aborda trabalho infantil

Ação é desenvolvida em algumas escolas da rede municipal; meta é prevenir e orientar crianças e adolescentes

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Peça teatral e HQs (Histórias em Quadrinhos) que enfocam o trabalho infantil fazem parte de ação desenvolvida pela Secretaria de Promoção Social em algumas escolas da rede municipal de ensino. A meta é prevenir e orientar crianças e adolescentes. A estimativa é de que as apresentações sejam vistas por pelo menos seis mil estudantes. A inciativa conta com apoio da Secretaria Municipal de Educação que viabilizou a apresentação nas escolas.

A Tríade Produções Artísticas, responsável pela apresentação da peça teatral, foi contratada por meio de licitação. Será feito um total de 36 apresentações, sendo que em alguns locais haverá mais de uma sessão. A peça mostra que a criança deve estudar, brincar e não exercer atividades que prejudiquem o seu desenvolvimento. As apresentações se estendem até o mês de maio.  

O recurso utilizado para o pagamento desta ação é proveniente do Governo Federal por meio das Ações Estratégicas do PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil). As HQs da Turma da Mônica são distribuídas ao final das apresentações. O material também foi adquirido com recurso federal. A revista da Editora Maurício de Souza foi elaborada especialmente para abordar o tema e surgiu a partir de uma campanha que contou com a participação da Unicef  (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e OTI (Organização Internacional do Trabalho).

teatro_promoçãoA revista também foi utilizada em uma ação da Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho), portanto, demonstra a seriedade do material. “O objetivo é que o conteúdo reforce o que foi apresentado na peça e que a revista seja levada para casa para que o assunto seja comentado”, explica a secretária de Promoção Social, Mariana Martini. Ela adianta a intenção de promover ainda neste ano seminário abordando o trabalho infantil.

 

EMEFS

As escolas que receberam a ação são: Caic (Centro de Atendimento Integral à Criança), no Jardim Santa Terezinha e as Emef’s (Escolas Municipais de Ensino Fundamental) Geraldo Sorg (Martinho Prado), Claudina de Oliveira Ramos (Chácaras Alvorada), Marcia Helena Martini Falsete Risola (Jardim Chaparral), Maria Aparecida Rogerio Paschoalotti (Jardim Guaçuano), Guilhermina Lopes Rodrigues (Jardim Hedy), Alice Campos Silva (Jardim Novo II), Maria Diva Franco de Oliveira (Jardim Rosa Cruz), Anira Franco de Campos (Jardim Esplanada), Antonio Carnevalle Filho (Jardim Itacolomy II), Antonio Giovani Lazi (Vila Paraíso) e Rita de Cássia Gomes da Silva Cola (Parque dos Eucaliptos).

Post anterior

Adolescentes formam Quartetop e lançam livro

Próximo post

Comércio e supermercados não abrem neste feriado