Home»Cidade»Promoção recebe várias denúncias sobre irregularidades envolvendo sorteados

Promoção recebe várias denúncias sobre irregularidades envolvendo sorteados

A partir de segunda-feira (5) até o dia 23 deste mês será feito atendimento aos titulares das moradias

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Muitas são as reclamações sobre o sorteio das moradias do Ypê Amarelo, realizado há uma semana. O assunto motiva vários comentários na página da Prefeitura em uma rede social e já rendeu até mesmo a criação de uma comunidade intitulada “Queremos Moradias”. Nos comentários, as pessoas alegam que muitos sorteados têm renda superior a solicitada pelo Programa Minha Casa, Minha Vida, que é de R$ 1,6 mil. Para que as denúncias sejam analisadas é preciso que sejam feitas formalmente à Secretaria de Promoção Social.

Conforme explica a coordenadora do setor de habitação da Promoção Social, Ronise do Prado Tonieti, muitas queixas chegaram ao setor e aquelas em que foram fornecidos nomes dos contemplados de forma irregular, por exemplo, serão averiguadas pela equipe a partir da próxima semana. “É com base em queixas fundamentadas que a Promoção Social faz essa verificação, lembrando que até no dia da assinatura do contrato pode ser que o contemplado seja desclassificado”, detalha, alertando que deriva daí a necessidade dos suplentes e reservas.

Segundo Ronise, no caso das casas do Pantanal I e II, entregues em maio, 44% dos sorteados foram desclassificados, sendo convocados os suplentes.  “Foi por avaliação da Caixa e por conta das denúncias que chegaram à Promoção Social”, atenta. Ela diz que a principal irregularidade observada foi com relação à renda, ou seja, a pessoa omitiu ou mentiu o ganho mensal da família apenas para poder participar do processo de seleção.

No caso das 1.400 casas do Ypê Amarelo, Ronise disse que não será diferente, ou seja, comprovadas as irregularidades dos titulares, os suplentes serão convocados.

Vale lembrar que a partir de segunda-feira (5) até o dia 23 deste mês será feito atendimento aos titulares. O atendimento a suplentes e reservas será feito em novembro. Concluída a etapa de entrega de documentação, todos os processos serão encaminhados para a Caixa Econômica Federal, que fará a seleção final. As 1.400 casas serão entregues às famílias contempladas no primeiro semestre de 2016.

Post anterior

Conseg deve focar em projetos de segurança

Próximo post

GAZETA, 03 de outubro de 2015