Home»Polícia»Produtor rural é multado em R$ 108 mil por queimada

Produtor rural é multado em R$ 108 mil por queimada

0
Shares
Pinterest WhatsApp

A Polícia Ambiental está usando imagens do satélite do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais para identificar queimadas. Nesta semana, um morador de Mogi Mirim foi multado em R$ 108.050,00.

A ocorrência foi atendida pela Polícia Ambiental de Mogi Guaçu na última terça-feira (23), no bairro Portão Queimado, quando os focos de incêndio foram observados na área de um produtor rural. Inicialmente, áreas na cidade de Itapira estavam sendo vistoriadas, pois também apresentavam focos de incêndio.

Em patrulhamento, os policiais realizaram a fiscalização e constataram a queimada em área de cultivo de cana de açúcar e em uma área de preservação permanente, a qual atingiu vegetação secundária em estágio inicial de regeneração.

O comandante da Polícia Militar Ambiental, tenente Ivo Fabiano Morais, informou que os policiais constataram crime ambiental. “Foi uma situação de incêndio que foi detectado pelos sistema de monitoramento. A equipe chegando lá constatou o foco e foram dois autos de infração ambiental. O fogo se deu incialmente numa cultura canavieira e, infelizmente, atingiu uma área de preservação permanente e, por isso, esse valor considerável de multa”, comentou.

area fogo mogi mirim zona ruralO valor da multa se deve por conta da demonstração da ausência de adoção de medidas preventivas ou de controle ao fogo pelo proprietário da área, principalmente por conta da queimada na APP- Área de Preservação Permanente-. “Não foi só o incêndio na cultura de cana. Também houve destruição de vegetação inserida em área de preservação permanente, que são áreas protegidas. Foram adotadas todas as medidas em desfavor do responsável pela área e existe um crime ambiental vinculado”.

O comandante da Polícia Ambiental ressaltou que, além da multa, o infrator também irá responder pelo crime ambiental. A Polícia Civil vai instaurar inquérito para apuração do incêndio criminoso, cuja pena é de 2 a 4 anos mais multa.

area fogo mogi mirim zona rural

Previous post

DIG localiza arrecadadores e escritório de contabilidade

Next post

Policiais militares ambientais flagram despejo irregular