Home»Política»Presidente do PSD quer posicionamento de Chicão

Presidente do PSD quer posicionamento de Chicão

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O presidente do PSD de Mogi Guaçu, Marcos Antonio, afirmou que está ciente sobre a conduta política que vem sendo adotada pelo vereador Francisco Magela Inácio, o Chicão do Açougue (PSD). Isso porque, o vereador foi eleito pela chapa de oposição ao atual Governo Municipal, nas eleições municipais de 2016. Porém, já há alguns meses, Chicão vem se posicionando como sendo da base de sustentação à administração do prefeito Walter Caveanha (PTB). “Não queremos ser uma oposição ferrenha. Se os Projetos de Lei propostos pelo prefeito forem bons para a população e benéficos para o Município, o PSD não será contra. Iremos apoiar para que estes projetos sejam aprovados. Mas o problema é que o Chicão não está encontrando esse equilíbrio”, pontuou Marcos Antonio.

O vereador Chicão foi eleito com 1.305 votos e exerce seu primeiro mandato. Ele disputou as eleições pela chapa única formada pelo PSD e conquistou a 10ª das 11 vagas na Câmara Municipal e foi “puxado’ pelo número de votos alcançados pelo candidato também eleito vereador Luís Carlos Nogueira, o Carlos Kapa (PSD), que obteve 2.049 votos. Da bancada do PSD, dos três vereadores eleitos, apenas Guilherme de Sousa Campos, o Guilherme da Farmácia segue oposicionista ao atual governo de Mogi Guaçu. “Não interfiro no trabalho deles. Os três vereadores são livres para agirem da forma que considerarem melhor. Inclusive, sendo favoráveis à Administração Municipal, se assim for preciso. Mas é necessário que haja uma coerência entre a chapa que elegeu os três vereadores do PSD e a postura política que eles têm agora, na Câmara”, observou o presidente do partido na cidade.

Chicão já declarou ser da bancada aliada ao Governo Municipal
Chicão já declarou ser da bancada aliada ao Governo Municipal

Chicão já chegou a declarar em um de seus discursos no Legislativo que pertence à base da situação ao Governo Municipal. “Não fechamos questão sobre nenhum assunto. Ou seja, o PSD – por enquanto – não está obrigado a votar contra nenhum tipo de projeto encaminhado pelo prefeito. Mas quero conversar, sim, com o Chicão para que possamos aparar alguns exageros da parte dele. Não quero oposições ferrenhas, mas temos que defender, sim, os interesses da cidade e da população. Ele foi eleito para isso”, reforçou Marcos Antonio, que ainda definiu a data em que irá conversar sobre o assunto com Chicão.

A Gazeta apurou junto ao PSD local que, inclusive, já se cogitou por outros partidos aliados ao Governo Municipal tirar a liderança do PSD na Câmara do vereador Guilherme da Farmácia. Isso porque, caso isso acontecesse, o PSD teria menos tempo de discurso na tribuna, já que pela liderança do partido Guilherme pode falar por oito minutos. No entanto, Guilherme se mantém na função de líder da bancada.

A Gazeta também tentou falar com o vereador Chicão, mas ele não pode atender as ligações porque está em viagem à Aparecida.

 

 

Post anterior

Curtas: bike recuperada, briga em hospital e mulher manda agredir ex-marido

Próximo post

PM prende dois por roubo na região central