Home»Destaque na Home»Presidente da Câmara não pauta projetos dos empréstimos

Presidente da Câmara não pauta projetos dos empréstimos

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O presidente da Câmara, Rodrigo Falsetti (PTB), não colocou na pauta de votação da sessão da próxima segunda-feira (12) os projetos do prefeito Walter Caveanha (PTB) que pedem autorização para financiamentos que totalizam R$ 23 milhões.

Rodrigo disse à Gazeta que ainda espera o envio pelo Executivo do detalhamento de cada uma das obras previstas nos três projetos, como havia pedido durante a sessão da última segunda-feira (5). “Na segunda-feira eu fiz o pedido desse detalhamento e, agora, aguardo as respostas do Executivo para que os vereadores possam conhecer o discutir sobre as melhorias previstas nos projetos e possam ser colocados em votação”, comentou na tarde desta sexta-feira (9).

Como o previsto, o assunto foi amplamente discutido na tribuna pelos vereadores. Os da situação defenderam a aprovação dos projetos e os oposição pediram mais esclarecimentos antes da votação. Para os oposicionistas, o município tem outras prioridades do que algumas das obras listadas pelo prefeito. A única exceção seria o projeto que prevê as obras antienchentes na região do Jardim Santa Terezinha.

Ao todo são três projetos, sendo que o primeiro pede autorização para que a Prefeitura contrate financiamento com o Banco do Brasil, no valor de R$ 5 milhões. Este valor seria utilizado para custear várias obras de infraestrutura, sendo as principais delas a de recapeamento na Avenida Julio Xavier da Silva e adequar um dos canteiros centrais, no Parque Cidade Nova, para que o local possa receber a feira livre aos domingos.

sessao de câmara rodrigoO segundo projeto pede a autorização dos vereadores para que a Prefeitura contrate outro financiamento no Banco do Brasil, no valor de R$ 8 milhões. O montante servirá para executar obras de reforma no prédio da Guarda Civil Municipal, reforma no Paço Municipal, pavimentação da Chácaras Alvorada e do Distrito Industrial João Batista Caruso e recapeamento e modernização da iluminação pública da Avenida Luiz Gonzaga de Amoedo Campos. E, por fim, o terceiro projeto pede autorização para a Prefeitura fazer financiamento de R$ 10 milhões, desta vez, com a Caixa Econômica Federal. Este valor será todo investido em recapeamento de várias ruas e avenidas da cidade.

A queixa dos vereadores da oposição é justamente sobre as informações contidas nos projetos. O que prevê cada um dos projetos consta apenas na mensagem encaminhada aos vereadores e não no conteúdo das leis. Além disso, mostra apenas o valor global, sem mencionar as previsões de cada uma das obras. “Se as respostas chegarem na segunda e tivermos tempo de analisá-las poderei convocar uma extraordinária ainda na segunda-feira, mas, agora, depende do Executivo”, ressaltou o presidente da Câmara.

Os três projetos já receberam pareceres favoráveis das Comissões da Casa.

Post anterior

Feirantes ameaçam não mudar de endereço

Próximo post

Tome Nota da edição de sábado, dia 10