Home»Política»Presidente da Câmara considera ‘batido’ discurso sobre falta de dinheiro

Presidente da Câmara considera ‘batido’ discurso sobre falta de dinheiro

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A difícil situação financeira do município e a falta de mais máquinas para executarem os serviços na cidade são fatores do conhecimento do atual presidente da Câmara Municipal. De acordo com Rodrigo Falsetti (PTB), já é sabido por todos os vereadores que o município enfrenta há anos dívidas altas de precatórios, além da baixa arrecadação orçamentária. No entanto, ele é taxativo ao rebater alegando que tais condições não servem mais como desculpas para a omissão do Governo Municipal, em algumas situações. “A Prefeitura não ter dinheiro para fazer melhorias não pode mais ser discurso para justificar. Reconheço que é investido muito na saúde e na educação, mas precisamos de mais investimentos e que outros setores da cidade também recebam atenção”, enfatizou.

Rodrigo foi secretário municipal de Esportes e Turismo de janeiro de 2013 até meados de 2016, quando foi candidato a vereador pelo PTB, mesmo partido do prefeito Walter Caveanha. “Eu tive essa experiência de ser secretário municipal. Sei das dificuldades que existem. Na Secretaria de Esportes eram muitas. O orçamento que aquela Pasta tem é pequeno e tivemos que ter criatividade, buscar recursos, conquistar parcerias com empresários, enfim, com muito trabalho conseguimos várias conquistas para o esporte. Dizer que não tem dinheiro não convence mais. É preciso buscar outras saídas”, pontuou o presidente da Câmara.

Para Rodrigo, uma das principais funções de um secretário municipal é evitar que os problemas cheguem ao prefeito. Isso porque, o secretário tem autonomia para executar e apontar soluções. “É por isso que ele está lá. Quando o secretário deixa de responder ao vereador, certamente essa questão vai chegar ao prefeito”.

Atuando na Presidência da Câmara há praticamente um mês, Rodrigo já sente o peso da responsabilidade e sabe que os trâmites burocráticos são muitos e ocupam grande parte de seu tempo. Mesmo assim, ele disse que está comprometido em continuar seu trabalho nas ruas da cidade e se manterá perto da população. “É bastante trabalho, sim, mas compromisso firmado é compromisso cumprido. Vou chegar mais cedo, vou sair mais tarde. O que for preciso vou fazer para exercer a função de presidente da Câmara e continuar indo às ruas ouvir a população e acompanhar os trabalhos na cidade. Mogi Guaçu tem potencial e as pessoas querem melhorias e vamos, juntos, cobrar por elas”, finalizou o presidente do Legislativo.

Post anterior

Agoge Crosstraining participa do II Coffee Beach Challenge

Próximo post

Eles entram em cena quando a luz vermelha acende