Home»Destaque na Home»Presidente da Câmara analisa contratos e vai à Câmara de Ribeirão

Presidente da Câmara analisa contratos e vai à Câmara de Ribeirão

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Os primeiros dias de trabalho do presidente da Câmara Municipal, Rodrigo Falsetti (PTB), estão sendo dedicados a analisar contratos feitos entre prestadores de serviços e empresas com a Casa de Leis e que já estão prestes a vencer. Um destes contratos é com a empresa que presta serviço para a transmissão das sessões on-line. O contrato vencerá no próximo dia 18. “Estamos decidindo isso também”, completou Rodrigo.

Nesta quarta-feira (9), o presidente da Câmara esteve em Ribeirão Preto, onde conheceu a Câmara Municipal daquela cidade juntamente com os vereadores Fábio Luduvirge Fileti, o Fabinho (PSDB); Luciano Firmino Vieira, o Luciano da Saúde (PP), e Natalino Tony Silva (Rede). “Eles fazem parte da Mesa Diretora da nossa Câmara e nada mais justo do que eles me acompanharem”, disse Rodrigo.

Ele contou que conheceu vários mecanismos utilizados na Câmara de Ribeirão Preto, como o painel eletrônico e a TV Câmara. De acordo com ele, vários desses sistemas podem ser implantados na Casa de Leis de Mogi Guaçu a médio prazo. “A Câmara de Ribeirão Preto é modelo de eficiência. Achei tudo muito interessante e podemos, sim, implantar algumas ideias em Mogi Guaçu. Claro que não será tudo em um único ano, mas a médio e longo prazo”, explicou o presidente da Câmara.

Ainda neste mês, Rodrigo pretende conhecer também a Câmara Municipal de Campinas com o mesmo intuito de saber sobre outros sistemas de processos legislativos que também podem funcionar em Mogi Guaçu.

Já nesta quinta-feira (10), Rodrigo irá reunir-se com os funcionários da Câmara Municipal guaçuana para tratar de assuntos internos. Dentre eles, o presidente da Casa quer saber as maneiras para melhorar o andamento dos trabalhos legislativos. “Sempre soubemos que muitos dos funcionários têm várias ideias e sugestões para aperfeiçoar os trabalhos na Câmara, mas poucas vezes estas ideias foram realmente colocadas em prática. Então, agora, vamos utilizar esta reunião para alinhar estas sugestões. Sei, por exemplo, que eles sempre pediram um sistema para os processos legislativos que fossem mais eficientes”, pontuou o presidente da Câmara.

Ele também espera pelo primeiro repasse financeiro que será feito pela Prefeitura de Mogi Guaçu ao Legislativo, neste ano. “Por enquanto, a Câmara está sem nenhum centavo para comprar nada. Daqui uns dias, entrará o repasse financeiro da Prefeitura”, finalizou Rodrigo.

 

 

Post anterior

PM apreende arma de fogo que seria alugada para criminosos

Próximo post

Relatório aponta que vereadores apresentaram mais de 3 mil indicações ao prefeito