Home»Política»Prefeitura é autorizada a complementar recursos financeiros para escola e creche

Prefeitura é autorizada a complementar recursos financeiros para escola e creche

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A Câmara Municipal de Mogi Guaçu aprovou em regime de urgência o Projeto de Lei que autoriza a Prefeitura a fazer aporte no valor de R$ 187.192,84 como complementação ao valor de R$ 9,4 milhões disponibilizados pelo FAR (Fundo de Arrendamento Residencial) para a construção de uma escola e uma creche no Parque Residencial Ypê Amarelo e também uma creche no Jardim Pantanal. O projeto foi aprovado por unanimidade na sessão extraordinária convocada pelo presidente da Casa, Luís Zanco Neto, o Zanco da Farmácia (PTC), na tarde desta quinta-feira (9), e em seus discursos os vereadores foram enfáticos ao dizerem que a Câmara Municipal cumpriu seu papel e dever ao realizar a sessão extraordinária e aprovar uma lei municipal que irá contribuir para o desenvolvimento do Município, principalmente com a região do Ypê Amarelo. “São mais de R$ 9 milhões de investimentos que serão feitos na Educação de Mogi Guaçu. Isso é algo que precisa ser ressaltado porque é um avanço para os estudantes que moram no Ypê Amarelo e para as crianças que precisam da creche no Jardim Pantanal”, pontuou o vereador e líder do prefeito na Casa, Jéferson Luís (PROS).

Com a aprovação do Projeto de Lei, na sessão extraordinária desta quinta-feira (8), a Prefeitura de Mogi Guaçu está apta a assinar convênio com o Governo Federal visando à construção dos três equipamentos públicos para a rede municipal de ensino.

O Governo Federal é o responsável pela construção da escola e das duas creches. A Caixa Econômica Federal é a instituição financeira operadora dos empreendimentos, pois serão utilizados recursos federais nas três obras anunciadas.

No mês passado, a Prefeitura de Mogi Guaçu abriu chamamento público para a contratação da empresa que será responsável por construir uma escola de Ensino Fundamental e Infantil, além de dois CEIS (Centros de Educação Infantil), antigas creches. Os equipamentos públicos serão destinados para atender moradores de cinco empreendimentos do Programa Minha Casa, Minha Vida. São eles: Ypê Amarelo, Pantanal I e II, “Renê de Paula” e “Moacir Guzoni”.

Ypê Amarelo receberá uma escola e uma creche
Ypê Amarelo receberá uma escola e uma creche

O Residencial Ypê Amarelo, mais novo entre os empreendimentos do programa Minha Casa, Minha Vida na cidade, será beneficiado com a construção de uma escola de Ensino Fundamental e Infantil, além de uma creche. O projeto segue padrão do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) e prevê 12 salas de aulas e uma quadra coberta. A escola de Ensino Infantil e Fundamental terá capacidade para atender 780 alunos em dois turnos ou 390 em período integral.

Segundo informações do edital, uma das duas creches também beneficiaria os moradores do Ypê Amarelo. Será do Tipo 1 do Projeto Proinfância, com capacidade para atender 376 crianças em dois turnos ou 188 em período integral. A segunda creche, do Tipo 2, será construída em uma área no Jardim Pantanal. O projeto prevê atender 188 alunos em dois turnos ou 94 em período integral.

 

 

 

 

 

 

 

 

Post anterior

Propaganda eleitoral começa no próximo dia 16

Próximo post

Dia dos Pais: Exemplo de vida que nasceu no tatame