Home»Destaque na Home»Prefeitura de Mogi Guaçu prevê rompimento de contrato com a Cemmil

Prefeitura de Mogi Guaçu prevê rompimento de contrato com a Cemmil

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A Prefeitura de Mogi Guaçu irá romper o contrato com a empresa Consórcio Intermunicipal Cemmil – Pró-Estrada, que presta serviços de limpeza pública na cidade, no próximo dia 4 de fevereiro. A informação foi confirmada pelo vereador Francisco Magela Inácio, o Chicão do Açougue (PSD), que participou de uma reunião na SSM (Secretaria de Serviços Municipais) junto com o secretário da Pasta, Luiz Matini Neto. “Fui até lá porque as funcionárias do Consórcio Cemmil, que trabalham na limpeza pública, vieram conversar com os vereadores para saberem sobre o emprego delas. Muito são pais de família, estamos no começo do ano e é difícil ver o emprego em risco”, justificou Chicão. Com ele, na reunião, também estava o vereador Natalino Tony Silva (Rede Sustentabilidade).

De acordo com Chicão, o motivo para o rompimento do contrato é que a Prefeitura vai mudar a forma de pagamento. Atualmente, a Prefeitura de Mogi Guaçu pagava a Cemmil por hora trabalhada. Na nova proposta de contrato, a Prefeitura quer pagar a empresa por metro quadrado de serviço feito. “O Cemmil não aceitou. Ela disse que desta forma não manteria o contrato. Então, a empresa não vai renovar com a Prefeitura de Mogi Guaçu. Esta é a informação que a gente recebeu na reunião com a SSM”, enfatizou Chicão.

O Cemmil é um consórcio público regional, do qual fazem parte vários municípios da área mogiana. Ele atua em várias áreas, como infraestrutura e meio ambiente.

A Gazeta está tentando falar sobre o assunto com os responsáveis pelo Consórcio Cemmil. Já a SSM informou que está analisando quais providências serão tomadas.

Post anterior

Prefeitura volta a vender lotes no Santa Terezinha II

Próximo post

Procurado por tráfico de drogas é preso traficando