Home»Cidade»Prefeito assina decreto e tarifa vai a R$ 4,20

Prefeito assina decreto e tarifa vai a R$ 4,20

4
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Como havia sido adiantado pelo secretário de Obras e Viação e presidente do Comutran (Conselho Municipal de Trânsito), Salvador Franceli, as tarifas do transporte urbano foram reajustadas em R$ 4,20 (catraca) e R$ 4 (cartão). O decreto com a decisão do prefeito Walter Caveanha (PTB) foi publicado neste final de semana no jornal que traz os atos oficiais do município.

Os novos valores começam a vigorar a partir do dia 12 de outubro, ou seja, exatamente um mês depois da realização da audiência pública sobre o assunto, que foi realizada pelo Comutran.

 

O reajuste também se aplica as linhas que atendem a Conselheiro Laurindo, Roseira, Chácaras Alvorada e Itaqui, sendo os novos valores de R$ 5,25 (catraca) e R$ 5 (cartão). Para Martinho Prado Júnior o valor é de R$ 5,75 (catraca) e R$ 5,50 (cartão).

A partir do reajuste, passa a vigorar tarifa especial no valor de 75% da tarifa integral para o transporte de estudantes do ensino fundamental e médio da rede pública. O estudante subsidiado pela Secretaria Municipal de Educação em 90% da tarifa especial arcará com o pagamento dos 10% restantes. A gratuidade ficou assegurada aos aposentados, pensionistas e maiores de 65 anos.

aumento tarifa onibus

A Viação Santa Cruz, empresa que explora o serviço de transporte municipal, requereu tarifa de R$ 5,91, por meio de apresentação da planilha paramétrica, que elenca uma série de itens, entre os quais, os gastos com combustível. No entanto, arredondou o pedido para R$ 5,90. Até o dia 11 de outubro, o valor da tarifa é de R$ 3,80 (catraca) e R$ 3,70 (cartão).

 

USUÁRIOS

Para quem faz uso do transporte público com frequência, o reajuste da tarifa tem gosto amargo. Para Luci Aparecida Gonçalves e Helena Vitória Gonçalves Schumilha Reis, o reajuste representa um valor significativo na rotina de quem está usando o transporte para entregar currículo. “Vim de São Paulo e lá, você paga R$ 3,80 pelo ônibus, mas circula por até mais de uma hora. Aqui, os trajetos são curtos, o que não justifica este valor”, opina Luci. Mãe e filha moram no Jardim Araucárias e contam que o ônibus não leva nem 20 minutos para chegar ao centro.

luci aumento tarifa onibus

Para a diarista Marlene Leal, que reside no Residencial Ypê Amarelo, o reajuste vai ter um impacto significativo. “Pego o ônibus de duas a três vezes por semana. Vou gastar muito mais”, comenta. Nenhuma das entrevistadas tinha conhecimento do reajuste e nenhuma delas faz uso do cartão que oferece o desconto no valor das tarifas, a partir de créditos iguais ou superiores a 10 viagens.

merlene aumento tarifa onibus

 

Post anterior

GAZETA GUAÇUANA, 30 de setembro de 2017

Próximo post

Curtas: drogas, furto de vara de pescar, merenda