Home»Polícia»PM da região tem novo comandante

PM da região tem novo comandante

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Policiais Militares nas oito cidades da região estão sob novo comando. Quem coordenará as ações agora é o tenente coronel Cícero Lázaro Ferreira Barboza Junior. Ele assumiu o comando do 26º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPMI) no último dia 9 e desde então estão analisando as estatísticas dos municípios. Major Mello Araújo, que comandava o 26º interinamente assumiu o subcomando.

A prioridade de Barboza é de dar continuidade ao trabalho de Polícia Comunitária. “Com ênfase nas operações Saturação e Visibilidade onde há grande fluxo de pessoas, carros. Esse continuará sendo nosso carro-chefe. A polícia tem que ser vista na rua”, frisou.

O tenente coronel explicou que existe um trabalho comparativo dos finais de semana com e sem as operações e percebeu queda de 50% a 60% dos índices criminais quando são realizadas as operações. Os bairros escolhidos para as operações são aqueles com maior incidência de crime. É um trabalho que segundo Barboza envolve o setor de inteligência da PM com o objetivo de diminuir os índices criminais.

A atuação conjunta com outros órgãos de segurança, como com as Guardas Civis, também vão continuar. “Mas também com os órgãos de trânsito e com os departamentos de fiscalização das Prefeituras, responsáveis pelos alvarás”, ressaltou o tenente coronel.

Tenente Coronel Barboza Polícia Militar

Entre os índices criminais o roubo e furto de veículo é o que tem destaque na região do 26º, inclusive Mogi Guaçu que é a maior cidades entre as oito de abrangência do Batalhão. Mas, em alguns casos, como mencionou o tenente coronel, cabe ao cidadão mais cautela na hora de estacionar o veículo. Em muitas das ocorrências, para evitar o pagamento de estacionamentos rotativos, o condutor prefere ruas em que o veículo fica vulnerável, propiciando o crime. “Porque não conseguimos ser onipresente, não é possível deixar uma viatura exclusivamente em cada região. Os crimes acontecem, às vezes, logo que a viatura deixa o local”.

O tenente coronel também destaca a rede de informações com o aplicativo WhatsApp com o setor industrial e comercial dos municípios. “Observamos a migração natural dos delitos para as pequenas cidades e essa comunicação com as Companhias da PM facilita porque trabalhamos com informações e é importante a participação da comunidade”.

Os simulados e treinamentos vão continuar. “Porque a melhor saída é a prevenção e o programa de policiamento inteligente para evitar o delito”.

O tenente coronel Barboza conhece a região porque quando integrou o Corpo de Bombeiros em Campinas no final da década de 90 veio para a região em diversas inspeções em indústrias. A última unidade de atuação foi no 35º BPMI, em Campinas.

 

 

Previous post

Bombeiros salvam cão em esgoto

Next post

Laudo aponta que alicerce pode ser aproveitado