Home»Caderno C»Pedro Violeiro conta seu amor pela viola

Pedro Violeiro conta seu amor pela viola

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Aos nove anos, Pedro Henrique Carpanelle foi acompanhar a mãe, Lúcia, numa comitiva sertaneja, em Mogi Mirim. O evento acontecia num pesqueiro. Assim que o show terminou, Pedro não se conteve e pediu aos artistas para cantar uma música. A mãe até alertou: “Vai passar vergonha. Não faça isso”. Mas Pedro estava decidido: queria cantar. Subiu ao palco e arrancou aplausos do público que o parabenizou pela apresentação tão espontânea e sem ensaios. Pedro nunca havia cantado antes e bastou essa primeira apresentação para receber o convite do dono do pesqueiro. “Ele me disse que se eu voltasse lá para cantar de novo, ele me daria um violão”, contou Pedro.

E assim aconteceu. Pedro não pensou duas vezes. Voltou ao pesqueiro e ganhou o violão sem precisar cantar. “Justamente naquele dia acabou a energia elétrica e não teve jeito de cantar. Mas ganhei o violão mesmo assim”. E na hora de ir embora do pesqueiro, Pedro surpreendeu a mãe, novamente. No caminho, ele encontrou um grupo de violeiros que estavam tocando num bar, em Artur Nogueira. O menino ainda aos nove anos de idade, sem nunca ter tido nenhuma aula de violão, começou a dedilhar as primeiras notas e tocou a música “Como eu chorei”, da dupla Lourenço e Lourival. “Eu sai tocando o violão como se eu já soubesse. Minha mãe ficou emocionada e os violeiros que estavam no bar ficaram boquiabertos com minha apresentação. Me elogiaram muito e me incentivaram a continuar”, diz Pedro.

pedro da violaA partir daí, o menino tornou-se “Pedro Violeiro”. Ele deixou o violão e se rendeu aos ponteados da viola. Hoje, aos 15 anos, ele já tem sua trajetória musical e pretende estudar Música, aperfeiçoando seus conhecimentos. “Sou apaixonado pela música e pela viola. Faço apresentações na comitiva mogimiriana sertaneja e também na Rádio Clube de Itapira”.

Pedro Violeiro também guarda com carinho sua classificação no concurso de violeiros, em Sumaré, realizado no ano passado. Entre 150 violeiros, ele conquistou o 6º lugar. Além disso, também participou do programa do violeiro Mazinho Quevedo, na EPTV Campinas e chegou, inclusive, a subir no palco da ExpoGuaçu, em 2016. “Cantei e toquei viola junto com Rick, da dupla Rick e Rener, e também com Zé Filipe, filho do cantor Leonardo. Amo tocar viola”, diz Pedro Violeiro, que se prepara para o Show da Aparecida, que acontece neste domingo (4).

Post anterior

Mogi Mirim enfrenta Rio Preto e partida é considerada uma final

Próximo post

Mogi Mirim sofre gol aos 48 do segundo tempo e perde para o Rio Preto