Home»Caderno Multi»Pedalando em Aiuruoca – Serra do Papagaio

Pedalando em Aiuruoca – Serra do Papagaio

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Por Léo Brito

Em um novo dia de aventuras em Aiuruoca, subi a imponente Serra do Papagaio. Na ida, foram mais de 20 km de subida. É preciso muito preparo físico e psicológico.

Foi mais um dia de céu azul e temperatura agradável, com um visual que ficava mais bonito a cada minuto. No começo as subidas não eram muito pesadas, mas logo isso mudou e tudo inclinou bastante, alternando trechos de calçamento de pedra e terra com muita erosão e pedras soltas.

CANTO DAS BROMÉLIAS 04 Aproximadamente na metade da subida, parei para pegar água na pousada Canto das Bromélias. Que lugar! Um paraíso a 1.700 metros de altitude! Dali tem uma visão privilegiada de toda a Serra do Papagaio e muitas outras montanhas mais distantes!

Era hora de continuar subindo! As dificuldades só aumentavam, nos últimos quilômetros da subida o terreno é muito irregular, além da inclinação. Em alguns momentos tive que carregar a bike nas costas, não dava nem para empurrar.

Depois de conquistar o topo da Serra, fiquei quase duas horas celebrando a vida e explorando cantos, fauna e flora! Cheguei à altitude de 2.350 metros. Lá, o visual é mágico! É possível ver o Pico do Gavião, São Thomé das Letras, a Serra de Carrancas, Conceição de Ibitipoca e Serra de Itatiaia, onde se encontra o Pico das Agulhas Negras.

Na hora da volta, tudo ficou mais fácil. Foram mais de 20 km de descida, muita emoção, adrenalina e um banho na linda cachoeira dos Garcias.

SERRA DO PAPAGAIO 05 SERRA DO PAPAGAIO 04 CANTO DAS BROMÉLIAS 03 CANTO DAS BROMÉLIAS 02

Post anterior

GAZETA, 26 de setembro de 2015

Próximo post

4 mil acompanham sorteio de casas do Ypê Amarelo