Home»Cidade»Nico Lanzi: Obra para e moradores temem pelo atraso

Nico Lanzi: Obra para e moradores temem pelo atraso

Relato é de que serviços estão suspensos faz uma semana; Franceli refuta informação e afirma que obra parou na quinta (4)

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Acabou a lua de mel entre os moradores da Avenida Nico Lanzi e o serviço de obras na via. A gota d´água foi a interrupção dos trabalhos que, segundo eles, completou uma semana nesta sexta-feira (5). Informação que foi refutada pelo secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli, ao afirmar que a interrupção se deu na quinta-feira (4). A obra foi iniciada no final do mês de fevereiro pela Construtora Simoso. A via é um dos principais acessos ao município pela SP-340, rodovia que liga Mogi Guaçu a Campinas.

O temor dos moradores é de que a suspensão do serviço reflita no atraso de entrega da obra, que é de seis meses. A queixa principal é a poeira gerada pelos veículos que insistem em circular pelo local, ignorando a sinalização que indica a interdição do acesso à SP-340. Afinal, só devem circular por ali os moradores, proprietários e funcionários de empresas/comércio e clientela.   

Na manhã desta sexta-feira (5) um grupo de moradores relatou sobre a maior necessidade de atenção da Prefeitura ao andamento da obra, pois compreendem que haveria transtornos, porém estavam confiando que não teria interrupções. “A gente quer entender porque pararam se o dinheiro para a obra já foi liberado. Vai ficar igual da oura vez que teve a verba e não fizeram nada?”, questiona a moradora Solange Cristina de Oliveira Cabral.

obras av nico lanzi moradores e fabio luduvirge vereadorOutra preocupação é quanto o trânsito no local em período de ExpoGuaçu. Isto porque, analisam que o GPS vai indicar a via como saída mais próxima do recinto da festa para quem reside na região. “É preciso reforçar a sinalização porque todo mundo está entrando aqui e, agora, com a festa só vai piorar”, comenta a também moradora Tatiane Forte. Mãe de duas alunas da rede municipal, ela também se queixa do fato de o ônibus não pegar as meninas na residência, o que faz com que tenham que ficar aguardando em uma padaria, na mesma via. Tatiane pede ainda reforço no policiamento porque tem visto um homem perambulando sempre a partir das 17h30. “Veste apenas uma bermuda e entra por aí (mostra o trecho em obras). As meninas não andam mais sozinhas por aqui, a gente tem medo”, diz.

A poeira é outro problema apontado porque agrava a alergia respiratória. As moradoras acreditam que reforçando a sinalização, a poeira diminua porque os “desavisados” deixarão de acessar a Nico Lanzi. Isto porque, mesmo vendo a sinalização, os motoristas entram por acharem haver um jeito de chegar à rodovia.

 

VEREADORES

Na manhã de ontem (5), estiveram na Nico Lanzi os vereadores Natalino Tony Silva (Rede), Guilherme de Souza Campos (PSD) e Fábio Luduvirge Fileti (PSDB). Todos não pouparam críticas à gestão da obra. “É inconcebível uma situação dessas”, disse Guilherme pontuando que não se pode esperar pela próxima eleição para inaugurar a obra. Natalino disse que falta gerenciamento e planejamento, seja qual for o problema apontado. Fábio já detinha a informação de que havia tubulações de água e esgoto no trecho, mas também analisou errônea a interrupção do serviço. “É um tipo de obra que não pode parar nem de sábado, domingo ou feriado”, avaliou.  

obras av nico lanzi natalino e guilherme

TUBOS DE ÁGUA E ESGOTO

Franceli garante retomada de obras na 4ª feira

O secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli, afirma que a retomada da obra na Nico Lanzi se dará na quarta-feira (10), quando começará a realocar redes de água e esgoto que cortam a via e serão postas às margens da mesma. “É apenas por este motivo que não trabalhou ninguém (ontem). Não está parada há uma semana. Os moradores dizem isto porque não estão vendo o pessoal lá na frente”, diz garantindo que a interrupção se deu na quinta-feira (4).

A justificativa do secretário é de que ele não quer tubulações sob a via porque a qualquer vazamento de água, por exemplo, o asfalto terá de ser destruído para o reparo, comprometendo o serviço de reforma. “Estive em reunião com a equipe do Samae e vão fazer o serviço na quarta-feira (10)”, garante.

obras av nico lanziQuanto aos relatos sobre o acesso à via, Franceli disse que a única saída é colocar cones na entrada da Nico Lanzi e, com isto, os moradores ao passar fazem a recolocação. “Não tenho como colocar um guarda lá 24 horas”, disse quando questionado sobre o período de ExpoGuaçu. O secretário reafirma que a via está bem sinalizada, frisando sobre o acesso restrito à Nico Lanzi.

Sobre o transporte de alunos, ele se comprometeu a falar com a secretária municipal de Educação, Célia Maria Mamede, fazendo o mesmo em relação às queixas de segurança, ou seja, transmiti-las à secretária de Segurança, Judite de Oliveira.

 

CONTRATO

As obras na Nico Lanzi podem se estender por até seis meses, conforme prazo estipulado no contrato. No entanto, há estimativa de que seja concluída na metade deste prazo. Estão previstas também a troca do solo em toda a extensão de quase 1,8 mil metros e ampliação da largura para 10,40 metros.

Esta primeira etapa de obra teve início nas proximidades do portão de acesso ao Parque Florestal São Marcelo, se estendendo por 600 metros. O planejado é que a obra seja realizada por etapas, o que possibilitaria a entrada e saída daqueles que residem ou trabalham nas imediações.

O valor do contrato é de R$ 3.536.523,79. Estão sendo investidos R$ 3 milhões do financiamento de R$ 10 milhões contratado junto à Caixa Econômica Federal, e o restante em recursos próprios do município, como contrapartida.

Post anterior

Elias garante que Samae realizou reparo na rede de esgoto

Próximo post

Tome Nota da edição de sábado, dia 6