Home»Destaque na Home»Consórcio de Guardas ainda depende de lei municipal

Consórcio de Guardas ainda depende de lei municipal

A meta é formalizar o Consórcio Intermunicipal de Guardas o quanto antes para projetos em conjunto

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Comandantes das Guardas Civis, diretores e secretários de Segurança dos municípios que fazem divisa com Mogi Guaçu participaram na manhã de ontem (18) de uma reunião na sede da Guarda guaçuana. O objetivo é dar subsídios aos departamentos jurídicos de cada cidade e às Câmaras Municipais para a elaboração de leis que permitam a celebração do Consórcio Intermunicipal de Guardas.

Segundo a secretária de Segurança de Mogi Guaçu, Judite de Oliveira, há ainda dúvidas das Prefeituras quanto aos serviços a serem realizados dentro do Consórcio e os gastos nas operações em conjunto. “Não tem custo e no caso de operação cada um vai com a sua viatura. Possibilita também reuniões para analisarmos índices de criminalidade e direcionar ações e realizar operações nas fronteiras (Zona Rural). Estamos cumprindo que a Lei Geral das Guardas e fortalecendo as Guardas e organizando as forças de Segurança porque o crime é organizado e é preciso estarmos conectados”.

reuniao consorcio intermunicipais guarda municipalA próxima reunião para tentar finalizar a formação do Consórcio será dia 22 de setembro. Até lá Judite pretende conversar pessoalmente com os gestores dos municípios de Aguaí e Conchal. Mogi Mirim também está com o projeto no departamento jurídico, mas por lá já há sinalização de que o projeto seja remetido para aprovação legislativa. Por isso, a vereadora e policial mogimiriana Sônia Módena também foi convidada a participar da reunião e explicar o tema aos colegas de vereança.

“Vamos ajudá-los a ver que o Consórcio é bom para todos. Mogi Guaçu, Itapira e Estiva Gerbi as leis para celebração do Consórcio já foram aprovadas”, esclareceu Judite.

Representantes do município de Santa Cruz das Palmeiras também estiveram presentes e demonstraram interesse no Consórcio. O tema tem sido discutido entre as Guardas desde 2015.

Post anterior

“Talentos do Esporte” será lançado dia 24

Próximo post

Thiaguinho morre atropelado durante briga em festa