Home»Destaque na Home»Mulher seminua é encontrada morta na SP-342

Mulher seminua é encontrada morta na SP-342

14
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Uma mulher aparentemente jovem foi encontrada morta, em uma vala de aproximadamente três metros de profundidade, às margens da Rodovia SP-342. Policiais militares, que estavam fazendo patrulhamento pela região do Jardim Canaã, acionaram a equipe de suporte da Renovias, concessionária que administra a rodovia, acreditando se tratar de um atropelamento de pedestre.

A equipe de socorro apareceu no local, no Km 176, e como a vítima estava seminua e sem aparentar sinais de atropelamento, decidiu por acionar a Polícia Rodoviária. Parte do corpo estava encoberto por galhos, parecia que estava agachada em posição fetal. Também não havia sinais de que ela tenha sido jogada ribanceira abaixo, embora houvesse algumas escoriações pelo corpo da mulher.

Os policiais rodoviários Marcos Paulo e Teodoro com ajuda dos socorristas da Renovias suspeitaram de que a ela teria sido vítima de um homicídio. Por isso, a equipe de peritos da Polícia Científica foi até ao local, assim como os investigadores e o delegado Luiz Roberto Janini Ortiz.

A mulher vestia apenas uma camiseta preta, estava com os cabelos soltos (cacheados e negros) e sem calcinha. Pedaço de um tecido de renda (lingerie) foi encontrado em uma das mãos e ela estava descalça. O corpo foi levado para exames necroscópicos no IML (Instituto Médico Legal). Embalagens de preservativos foram recolhidas pelo local, o que pode apontar que o lugar talvez seja ponto de prostituição.

O delegado e o perito informaram que apenas um exame detalhado poderá dizer quanto tempo ela estava morta. Uma vermelhidão nas pernas foi observada, indicando que ela permaneceu numa mesma posição por muitas horas. Mas o corpo não estava enrijecido totalmente, o que pode indicar que ela tenha sido morta a, no máximo, um dia atrás. A ocorrência foi registrada como morte suspeita. Até o final da tarde dessa sexta-feira (28), o corpo ainda não havia sido identificado no IML. As investigações serão feitas pela equipe da DIG (Delegacia de Investigações Gerais).

mulher encontrada morta valeta canaa

 

mulher encontrada morta valeta canaa

 

 

 

Post anterior

Curtas: Embriaguez ao volante e documento perdido

Próximo post

Assassino de Ana Gabrielly é condenado a 25 anos