Home»Destaque na Home»Mulher é encontrada morta debaixo da cama

Mulher é encontrada morta debaixo da cama

14
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O corpo da doméstica Elaine Pereira Couto, 44 anos, em estado de decomposição foi encontrado pela filha e por  um vizinho por volta das 19h deste domingo (24).

Ela chegava de um passeio na casa do pai, em São João da Boa Vista, e ao entrar na residência sentiu um forte odor e correu para pedir ajuda a um vizinho. Ela desconfiava que o gato da família estava morto em algum canto da casa. Foi o vizinho que encontrou o corpo de Elaine, que reside no Canaã I, debaixo da cama.

No desespero, o vizinho ligou para o Corpo de Bombeiros que acionou o Centro de Comunicação da Guarda (Cecom). Os guardas civis Fernandes, Gonçalves, Paula e Machado da ROMU (Ronda Ostensiva Municipal) preservaram o local até a chegada da equipe da Polícia Técnico-Científica.

Foram recolhidos dois lençóis com manchas de sangue que estavam em um tanquinho, um facão e uma bermuda masculina com manchas de sangue. Um bilhete de passagem também foi apreendido.

A vítima tinha um corte grande na testa, sinalizando morte violenta.

vitima homicidio canaaA jovem de 20 anos relatou que no domingo passado (17) a mãe e o namorado André saíram. Como é normal a mãe ficar dias fora de casa, ela contou aos policiais que não estranhou a ausência de Elaine.  Lembrou que começou a sentir um cheiro forte na terça-feira (19) que vinha próximo do quarto da mãe e, que na quarta e quinta o cheiro ficou mais forte, achando que o gato poderia ter morrido em algum lugar da casa.

Ela contou que fez limpeza na cozinha pensando que também poderiam ser batatas estragadas.

Disse que saiu de casa na sexta à noite e retornou somente no sábado (23) à noite. Como disse, no domingo saiu para visitar o pai, retornando à noite e não conseguindo entrar na casa devido ao mau cheiro.

Suspeito

O namorado da mãe passou a ser o suspeito pela morte.  O casal era usuário de entorpecente, revelou a jovem.

A filha da vítima disse que não se lembrava se terça ou quarta-feira André apareceu na casa e pediu sua bicicleta emprestada. Disse que perguntou da mãe dela e ela disse que não a tinha visto desde domingo. Ela teria perguntado se ele sabia do paradeiro de Elaine e ele disse que não.

Na quinta-feira, André Ferreira dos Santos foi surpreendido por ela novamente na casa colocando roupas para lavar no tanquinho. Nesse dia, a jovem sentiu falta da bicicleta, que estava trancada. Ela disse ter ido à casa de André, no Jardim Fantinato, e encontrou a tranca da bicicleta no portão.

Um dos vizinhos relatou que na sexta, André parecia estar embriagado e se lamentava dizendo que ‘acabaria com a vida de Elaine’ e chegou a dizer que estava ‘feito’.

Viaturas da Guarda fizeram patrulhamento na tentativa de encontrar André, mas ele não foi localizado. A delegada Juliana Belinatti Menardo registrou a ocorrência como homicídio e ocultação de cadáver. A investigação será feita pela equipe da DIG (Delegacia de Investigações Gerais)

 

 

homicidio canaa

homicidio canaa

homicidio canaa

homicidio canaa travesseiro sangue

homicidio canaa

homicidio canaa

 

Post anterior

Beatriz Milhazes inspira mostra da Emia

Próximo post

Mais de 2,4 mil doses são aplicadas durante multivacinação