Home»Destaque na Home»Mulher aplica golpe da carona para roubar

Mulher aplica golpe da carona para roubar

Na companhia de uma criança, golpista aproveita da ingenuidade das vítimas para agir; idosos são os alvos

0
Shares
Pinterest WhatsApp

A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) está investigando casos semelhantes em que pessoas idosas foram roubadas após aceitarem carona de uma mulher jovem com idade entre 30 e 35 anos, com os cabelos pretos e que sempre anda com uma menina de dois anos que tem o cabelo loiro e cacheado. A maioria das vítimas é abordada na região central da cidade e em dias de pagamento. Passando-se por amiga, a golpista cumprimenta o seu alvo e começa a puxar conversa demonstrando intimidade. Após ganhar a confiança da vítima, a mulher insiste em dar uma carona para a pessoa até sua casa.

Durante o trajeto, ela distrai a vítima colocando a criança em seu colo e jogando sua bolsa para o banco traseiro. Em alguns casos, a mulher chega ao destino final da carona e deixa sua vítima já tendo roubado o dinheiro da bolsa. Já em outras situações, ela ainda desce e entra na casa da pessoa para roubar mais dinheiro. A vítima só percebe que foi alvo de um crime depois que a golpista vai embora. Em agosto deste ano, a Gazeta relatou que uma idosa caiu neste golpe e perdeu o benefício do INSS no valor de R$ 630. Ela foi abordada pela mulher com as mesmas características, só que loira, em frente ao Banco Bradesco. Já outra vítima da golpista foi abordada em frente ao Banco do Brasil e teve R$ 1.000 e cinco cartões bancários levados ao aceitar a carona.

Nesta semana, novas vítimas do “golpe da carona” apareceram e registraram Boletim de Ocorrência na delegacia de polícia. A neta da aposentada Maria do Carmo Ramos,70, Andryélli Audrey Cândido Braga relatou à Gazeta que, na última segunda-feira (2), a golpista abordou e enganou sua avó nas proximidades do Terminal Rodoviário do Parque dos Ingás, no Centro. De acordo com Andryélli, a mulher estava próxima do seu carro, um veículo antigo e vermelho, e com uma menina de dois anos, quando abordou a aposentada. “Ela falou oi quanto tempo, não vi mais a senhora na igreja”. Com isso, a vítima, que frequenta a igreja, confundiu a golpista com uma possível amiga e acabou conversando até ela aceitar uma carona até sua casa, no Jardim Cristina. No entanto, Andryélli pontuou que no caminho para casa, a avó começou a desconfiar da mulher. “Ela queria muito saber se minha avó tinha duas notas de R$ 50 para trocar R$ 100 para ela, mas minha avó disse que não tinha”. Insistente, a mulher parou com a vítima em um supermercado na Avenida Mogi Mirim, onde a aposentada foi até o caixa eletrônico e sacou duas notas de R$ 50 para trocar para ela.

 

Percebeu

De volta ao carro, a golpista passou a argumentar que queria saber a senha do cartão da aposentada porque não sabia mexer com coisas de banco e precisava criar uma senha para ela. “Foi aí que minha avó desconfiou. Como que uma moça jovem, que dirige, não sabe fazer senha de banco?”. Antes de chegar ao ponto final da carona, a aposentada teve a certeza de que estava sendo enganada e chegou a ficar com medo. “Ela falava para minha avó que ia querer entrar para tomar um café e usar o banheiro”, contou Andryélli. Temerosa, a vítima disse que sua nora estava em sua casa fazendo faxina. Com isso, a golpista de forma rápida fez a vítima descer e disse que tinha que ir embora, não querendo mais conversar.

No mesmo dia, a avó de Andryélli foi até a delegacia e registrou um Boletim de Ocorrência, até porque, apesar de ter percebido a ação criminosa da mulher, chegou a ter os R$ 100 e o cartão do banco roubados. “Minha avó não viu como ela pegou porque ela colocou a menina no colo dela, mas ela percebeu a insistência com a senha e passou uma senha errada para ela”. Andryélli disse que o prejuízo da avó poderia ter sido maior.  “Ela foi no Centro para sacar a aposentadoria, mas o banco estava lotado e ela desistiu”. A neta da vítima ainda relatou que na delegacia outra vítima da golpista estava fazendo o registro da ocorrência. “Tem gente que teve o salário todo roubado e aceitou carona dela em um carro cinza, e em outras ocasiões ela também anda com uma menina maior”.

Indignada, ela disse que espera que a mulher seja presa. “É muito triste ver que alguém tem a capacidade de tirar um dinheiro de um idoso que trabalhou a vida inteira para conquistar aquilo”. E para finalizar, Andryélli deixou um alerta a população, principalmente aos idosos. “Não aceitem carona de ninguém e não leve ninguém para dentro de suas casas, não ofereça café e não ande sozinho porque existem pessoas maldosas que se fazem de amigas para se aproveitarem da bondade dos idosos”.

 

Prevenção

Para evitar ser vítima de casos como este, o capitão da PM de Mogi Guaçu Eduardo Jorge Marques reforçou algumas atitudes de segurança à população. “Os idosos e as crianças, que são mais vulneráveis e mais suscetíveis à ação de criminosos, devem evitar andar desacompanhados na cidade, principalmente em dias que forem receber benefícios. Além disso, é importante não aceitar a ajuda e carona de pessoas estranhas”.

O capitão ressaltou que a precaução é o item mais indicado, porém em caso de ser uma vítima é necessário acionar a Polícia Militar no telefone 190, para que a ocorrência seja registrada e o criminoso seja possivelmente identificado e detido.

Previous post

Eucaliptos e Villa Real são os finalistas da 3ª Divisão

Next post

Artigo: Guedes e o AI-5