Home»Cidade»Moradores reclamam de retorno de esgoto

Moradores reclamam de retorno de esgoto

Moradores colocaram galhos e uma caixa na tentativa de impedir o tráfego no local

2
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Moradores da Rua Ary Crosgnac, no Jardim Cristina, reclamam de uma situação bastante incômoda: o retorno do esgoto em suas casas e na rua onde moram. O problema é antigo e de conhecimento do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto).

Segundo o aposentado Geraldo Guedes Faria, que mora no local há sete anos, o trecho da rua em frente a sua residência sofre com alagamentos em período de chuva e também com o retorno do esgoto. “No caso do esgoto nem precisa chover, pois o vazamento acontece através desses poços de visita e também pelos ralos dos banheiros. Chega a estourar o asfalto e é um cheiro insuportável”, explicou.

O problema de esgoto na rua é antigo e já foi informado ao Samae, de acordo com o comerciante Fernando Pires. No início da semana, logo após uma chuva, o trecho ficou alagado e até invadiu seu comércio. “Cerca de 15 em 15 dias vaza esgoto aqui. Além disso, o alagamento aqui tem sido constante independente se a chuva é fraca”, comentou.

Geraldo e Fernando
Geraldo e Fernando

Além do problema do retorno do esgoto, os moradores também reclamaram de um serviço realizado pela equipe do Samae, nesta semana. Por conta de duas ligações de água, quatro buracos foram abertos na rua. “O Samae esteve aqui para fazer a ligação de água de duas casas e olha só quantos buracos foram abertos. Até um cano estourou e vai saber quando eles vão voltar para arrumar isso aqui”, reclamou o aposentado.

Por conta disso, os moradores decidiram ‘fechar’ a rua com galhos e uma caixa grande, na tentativa de evitar o fluxo de veículos pelo local. “Foi para evitar o afundamento desse trecho, porque aqui passa veículo pesado e ônibus”, disse Pires.

O diretor de Obras do Samae, Adilson Faboci, confirmou que a autarquia tem ciência do problema enfrentado pelos moradores da Rua Rua Ary Crosgnac. Segundo ele, a rede de esgoto do local é de manilha e, por isso, apresenta obstrução. Por conta disso, o Samae já tem como meta fazer a substituição da rede em torno de 496 metros. “Não é volume de esgoto, o que está acontecendo é que a rede é antiga e está obstruída. Vamos fazer um projeto para apresentar ao nosso superintendente para a substituição da rede por tubos de PVC”, contou.

Segundo ele, as ligações de água e esgoto de duas residências foram feitas em atendimento as solicitações dos proprietários e durante o trabalho já foi identificado um trecho obstruído da rede de esgoto. “A equipe que esteve lá nesta semana observou a obstrução num trecho e aproveitou e já fez a desobstrução, mas a situação lá só será totalmente resolvida com a troca de tubulação”.

bueiro reclamacao jd cristinaQuanto aos buracos abertos na via, o diretor de Obras informou que pediu prioridade para a empresa contratada para fazer o tapa-buraco. “Fui pessoalmente ao local e já pedi para a equipe priorizar o fechamento dos buracos. Será feita nova base e nova massa asfáltica e depois vamos trabalhar em cima do projeto para a troca da rede de esgoto”, concluiu.

 

 

 

 

 

Post anterior

Bárbara e Danilo

Próximo post

Mural: idosos são roubados; motorista agredido e golpe