Home»Destaque na Home»Moradores dos ‘Eucaliptos’ relatam insegurança

Moradores dos ‘Eucaliptos’ relatam insegurança

Eles apontam as ocorrências registradas nos dois bairros e pedem o reforço do patrulhamento naquela região

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Os moradores do Parque dos Eucaliptos I e II estão enfrentando a difícil tarefa de conviver com o medo e a insegurança que tomam conta do bairro que tem sido alvo de criminosos que cometem furtos e roubos a residências e a veículos.  De acordo com os vizinhos João Paulo Bueno, Luciano da Silva Leal e Vlademir Galhardone, há cerca de quatro anos o local deixou de ser um lugar tranquilo de se viver. “A câmera de segurança da minha casa já filmou diversas ações dos ladrões que não têm hora para agir”, enfatizou Bueno.

A insegurança no local veio à tona mais uma vez na terça-feira (16), quando a moradora do Parque dos Eucaliptos I, Elisângela Aparecida Oliveira, 38, levou um susto ao ver um ladrão invadir a sua residência às 14h00. Ela contou que estava sozinha com seu filho de apenas um ano quando viu o homem pular o muro. “Na hora não parei para pensar, bati a mão no vidro da porta da sala e gritei. Nisso ele fez meia volta, pulou o muro de novo e saiu correndo sentido posto de saúde”. Toda a ação do invasor foi flagrada por câmeras de segurança. Diante deste fato, Galhardone disse acreditar que o grande problema do bairro é a proximidade com a estrada do Bulgarelli, que liga Mogi Guaçu a Mogi Mirim. “É uma rota de fuga que facilita o acesso e a saída dos bandidos”.

parque eucaliptos segurancaSegundo os moradores, famílias já foram feitas reféns dentro de suas casas por homens armados e outros já tiveram veículos e ferramentas furtados. “Eu moro aqui há cinco anos e nunca imaginei que seria assim”, completou Bueno.  O fato de terem que conviver com a insegurança mudou a rotina dos vizinhos que, agora, antes de sair ou entrar em suas residências redobram a atenção no objetivo de não serem vítimas. “Antes de abrir o portão eletrônico a gente confere a rua por câmeras ou pelo portão pequeno e antes de entrar a gente dá a volta no quarteirão”, pontuou o trio que lamentou ter perdido a liberdade. “Eu nunca mais sentei na minha calçada. Isso porque faz mais de um ano que eu vi dois adolescentes trocarem tiros no final da rua com a Guarda Civil Municipal”.

Os moradores pedem mais patrulhamento e também disseram acreditar que uma base da GCM no local inibiria a utilização da estrada do Bulgarelli pelos criminosos. Eles ainda informaram que atualmente têm um grupo no WhatsApp com 185 moradores. “É a forma que encontramos de um alertar ao outro quanto ao perigo existente, mas ainda assim tem sido insuficiente”.

Um dos moradores finalizou dizendo que o maior medo é com relação à vida. “Se eles roubam tudo da gente e não machucam nossas mulheres e crianças até que está bom, mas e a incerteza disso?”, indagou.

POLICIAMENTO

Polícia Militar estudará fazer nova operação no bairro

O sargento Max da 1ª Companhia da Polícia Militar de Mogi Guaçu informou que no último semestre a PM realizou duas grandes operações no bairro com o objetivo de abordar suspeitos. As ações aconteceram por conta de ocorrências de roubos e por prevenção à criminalidade. “Contamos, inclusive, com o apoio do helicóptero Águia”.   O sargento disse que de novembro a março deste ano, a PM tem o registro de 10 ocorrências, sendo que uma foi de roubo a residência. “A grande questão é que os ladrões saem dos locais em que a polícia chega e vão migrando de bairro em bairro”.

adorno comandante guarda municipalNo entanto, ele garantiu que vai fazer um novo planejamento para o Parque dos Eucaliptos. “Vamos desencadear outra operação no bairro”. Quanto ao patrulhamento, ele ressaltou que todos os dias uma viatura da PM passa pelas ruas dos bairros. O sargento enfatizou que os moradores devem ligar no 190 ou no 181 quando avistarem qualquer suspeito. “Além disso, é preciso tomar os devidos cuidados como, por exemplo, sempre dar uma volta no quarteirão antes de entrar em casa e observar se tem indivíduos diferentes”. O sargento lembrou que os moradores vítimas de crimes devem fazer o Boletim de Ocorrência na delegacia para que a Polícia Civil possa fazer as investigações.

Já o comandante da Guarda Civil Municipal, Adorno da Costa, disse que o patrulhamento feito pela GCM no bairro já foi intensificado. “O problema é que ali é um ponto estratégico por conta da estrada do Bulgarelli onde os ladrões têm facilidade para fugir, até mesmo por conta da área verde do local”. Quanto ao pedido de uma base no bairro, o comandante explicou que a política de segurança não está adotando mais a medida devido ao contingente que acaba sendo utilizado para permanecer nas Bases. “Mas estaremos aumentando o policiamento”, garantiu.

parque eucaliptos seguranca

 

 

 

Post anterior

Juiz nega pedido de afastamento de Cláudia Botelho

Próximo post

Guaçu Snakes vence São Carlos Bulldogs pelo Paulista