Home»Cidade»Mogi Mirim também terá eleição do Conselho Tutelar

Mogi Mirim também terá eleição do Conselho Tutelar

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Da Redação

Além de Mogi Guaçu, o CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) de Mogi Mirim, órgão responsável pela organização do processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar, também divulgou a abertura do prazo para o cadastro de candidatos ao cargo de conselheiro para o quadriênio 2020/2023. No total, são disponibilizadas dez vagas, sendo cinco destinadas aos membros titulares e cinco aos suplentes. Durante o exercício, os novos conselheiros serão remunerados com salário acima de R$ 2,4 mil.

De acordo com o regulamento, constado no edital 001/2019 e divulgado no Jornal Oficial de Mogi Mirim, na edição de sábado (27), os interessados deverão participar da seleção composta por seis etapas, sendo a última delas a diplomação e posse. Para isso, as inscrições serão realizadas entre os dias 29 de abril e 31 de maio, das 8h00 às 16h00, no setor de Protocolo da Prefeitura, na rua Dr. José Alves, 129, Centro.

Para se inscrever, alguns requisitos deverão ser exigidos para o exercício da função, dentre as quais, idade superior a 21 anos e ser residente no município há mais de dois anos. O edital na íntegra e os anexos estarão disponíveis no setor de Protocolo e no site da Prefeitura no link http://www.mogimirim.sp.gov.br/pagina/secretaria/assistencia-social/conselho-tutelar.

Em Mogi Guaçu, as inscrições também já foram iniciadas. Os interessados devem fazer suas inscrições na Secretária de Promoção Social até o dia 17 de maio.

Etapas para o processo de escolha do candidato

1ª: Inscrição e entrega de documentos;

2ª: Análise da documentação exigida;

3ª: Exame de conhecimento específico, homologação e aprovação das candidaturas;

4ª: Dia do processo de escolha em data unificada;

5ª: Formação inicial;

6ª: Diplomação e posse.

 

Previous post

Vetos são rejeitados durante sessão da Câmara

Next post

Polícia Militar prende quadrilha de roubo a residência