Home»Caderno Multi»Melhora na economia impulsiona as vendas

Melhora na economia impulsiona as vendas

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

“A indústria automobilística brasileira registrou em agosto o melhor resultado em vendas em 20 meses”, informou a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).  

Os dados apontam a venda de 216,5 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. O melhor resultado anterior havia sido o de dezembro de 2015, com 227,8 mil unidades. De acordo com a Fenabrave, foi a primeira vez neste ano que as vendas, medidas por licenciamentos no Registro Nacional de Veículos (Renavan), ultrapassaram a marca de 200 mil unidades. O desempenho de agosto é 17,7% superior ao de igual mês do ano passado e 17,1% melhor que o de julho.

Os dados divulgados pela Fenabrave não é só otimista, mas tem se mostrado real nas concessionárias da região. Profissionais de vendas confirmam que o mercado vem melhorando gradativamente não só na linha de seminovos, mas de Zero Km também.

Com a crise e o desemprego, as pessoas decidiram colocar o pé no freio e preferiram não comprar os veículos novos. Mas também não queriam ficar com um veículo com mais de 50 mil Km/rodados e apostavam em carros até dois anos mais novos.

CENÁRIO EM MUDANÇAS

Atendimento e serviço de qualidade também atraem clientes

O gerente de Vendas da Kento/Nissan, Álvaro Barboza Pagotto, está contando com o aumento de vendas. “Com a queda na taxa Selic e os juros melhorando, isso acaba incrementando a venda de veículos. E já estamos pensando na contratação de mais um funcionário para o próximo mês porque percebemos o fluxo maior de clientes visitando a concessionária”. Mas não é só preço que o consumidor procura, Pagotto comenta que é preciso ter serviço de qualidade e cordialidade no atendimento.

Álvaro
Álvaro

“O consumidor está percebendo que mesmo com a crise política, a economia caminha e o medo de gastar diminuiu. Não só para a venda de veículos, mas em tudo, no varejo, na prestação de serviços. Isso trouxe credibilidade para o mercado e para nós que trabalhamos com vendas”.

Pagotto percebe que o consumidor quer um veículo que seja prático para ir ao trabalho, mas que ofereça conforto. “Quer aliar a necessidade e economia”.

De olho na movimentação do mercado, Pagotto aposta ainda mais no crescimento de vendas dos veículos Zero Km. Segundo ele, a fábrica da Nissan no Brasil criou, no mês passado, o segundo turno da linha de montagem do modelo 2018 do carro Kicks (SUV urbano). O veículo foi lançado durante as Olimpíadas de 2016, mas a linha de produção era no México e, em julho desse ano, passou a ser produzido no país. O gerente de vendas explica que o Kicks tem um custo benefício que tem atraído principalmente Pessoas com Necessidades Especiais (PNE). “As pessoas buscam também inovação, tecnologia, aliado ao baixo consumo de combustível. As pessoas sempre perguntam: quanto faz por litro?”, exemplifica. Outros veículos ‘queridinhos’ dos brasileiros é o Versa e o modelo March, por causa do espaço e economia.

multi venda carros nissan

Entre os veículos seminovos, os mais procurados aqui, na região, é a caminhonete Frontier. Pagotto acredita que a atração dos clientes é pela robustez, o gosto de ter um veículo 4×4, um modelo que atrai principalmente os clientes do interior. E não é só a sensação de potência que o veículo dá que atrai, mas o custo benefício também.

INVESTIMENTO

Modelos populares estão ganhando espaço nas vendas 

Além de apostar em um modelo popular que se tornou o ‘boom’ do mercado, o Grupo Andreta/Renault investiu para crescer. “Acreditamos tanto no crescimento das vendas que estamos investindo na qualificação dos funcionários e já contratamos quatro novos colaboradores”, conta Jeans Carlos Naves, gerente Comercial.

Jean
Jean

“O que mais cresceu foi a venda do veículo 0km, mas o usado continua crescendo e cresceu acima de 20% no último ano”, afirma Naves ao comparar a venda de seminovos Premium com a oferta de um ano de garantia.

“Com a melhora da economia, o cliente voltou a acreditar no Brasil e a comprar 0km. A crise fez as pessoas adiarem a troca e isso está ocorrendo agora, há cerca de três meses. Percebemos que as pessoas que entram na loja tem a intenção de comprar a curto e a médio prazo e 50% é compra a vista e 50% financiam”.

A expectativa de crescimento é de 7,5%, mas Naves já comemora com o lançamento do Kwid (SUV dos Compactos), que alavancou a pré-venda on-line em todo o país. “Foi a maior pré-venda da Renault que também colaborou com a mudança no cenário automobilístico no Brasil. A expectativa era vender mil e foi acima de 5 mil e hoje já são 12 mil carros vendidos”.

Ele conta que os clientes não apenas querem um carro 0km popular e que seja econômico, mas procuram também por segurança. “São quatro airbags”, frisa o gerente Comercial.

Fora o lançamento Kwid, o modelo mais procurado é o Sandero. Ele foi eleito o quarto carro mais vendido no mercado. “O cliente quer economia, conforto com segurança”, pontua Naves.

multi venda carros renault

Post anterior

Grupo quer definição sobre atribuição de aulas

Próximo post

“A Bela e a Fera” em três sessões na próxima 6ª