Home»Destaque na Home»Luan Santana volta a ser preso pela GCM

Luan Santana volta a ser preso pela GCM

7
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Depois de ter furtado cinco lojas no Terminal dos Ingás, Luan Santana voltou a ser preso por guardas civis municipais. Em patrulhamento pela Avenida Suécia, na madrugada deste sábado (13), os guardas depararam-se com o alarme de um estabelecendo comercial, padaria e restaurante Big Pão, com o alarme ativado e a porta de aço arrombada.

luan santana e comparsaAo verificar a situação, os guardas observaram José Maciel que vestia camiseta vermelha saindo do local com um monitor na mão. Ele foi imediatamente abordado.
No interior do estabelecimento, os guardas encontraram Luan Santana (de moletom branco). Ele estava subtraindo um aparelho de CPU, um teclado e R$ 79 reais em moedas.

Os acusados usaram uma barra de ferro para arrombar a porta de aço do estabelecimento. Diante dos fatos, os guardas deram voz de prisão aos acusados e eles foram apresentados na Central de Polícia, onde o delegado de plantão ratificou a prisão autuando os dois por furto qualificado.

Eles ficarão à disposição da Justiça. Vale lembrar que Luan Santana é conhecido no meio policial e acabou liberado pelo juiz da audiência de custódia logo após causar prejuízos a cinco comerciantes do Terminal. Os furtos ocorreram na madrugada da última segunda-feira (8).

As prisões desta madrugada foram feitas pela equipe Romu Mogi Guaçu, composta pelos guardas Fernandes, Garcia, Carlos Borges e Gonçalves. 

IMG-20180113-WA0007

Ambos foram autuados em flagrante por furto qualificado e conduzidos até a detenção de Itapira.

Reincidente

Luan Santana e José Maciel possuem antecedentes criminais. Um deles responde a seis casos de furto. Em todos, Luan Santana foi apontado como indiciado. O mais recente ocorreu no Terminal do Parque dos Ingás, onde cinco estabelecimentos comerciais foram invadidos, na madrugada do último dia 8. A ação criminosa foi gravada em vídeo por câmeras de segurança e Luan foi reconhecido por guardas municipais, localizado e detido no mesmo dia, quando foi indiciado. Ele não chegou a ser preso em flagrante por isso iria responder ao processo em liberdade. “O caso ocorrido nesta madrugada foi em situação de flagrante, o que garante a prisão do autor”, explicaram os guardas.

Post anterior

Comerciante é multado por despejo irregular

Próximo post

“Ciranda com Caramelo” leva história às crianças